Ocorreu um erro neste gadget

terça-feira, 31 de julho de 2012

O retorno dos filósofos comunistas

Por Santiago Zabala, na Al Jazeera | Tradução: Vila Vudu

Empobrecimento, desigualdade e declínio das velhas democracias estão levando pensadores a dialogar com face anti-estatista, radical e libertária do marxismo

Ler Marx e escrever sobre Marx não faz de ninguém comunista, mas a evidência de que tantos importantes filósofos estão reavaliando as ideias de Marx com certeza significa alguma coisa. Depois da crise econômica global que começou no outono [nórdico] de 2008, voltaram a aparecer nas livrarias novas edições de textos de Marx, além de introduções, biografias e novas interpretações do mestre alemão.

Por mais que essa ressurreição tenha sido provocada pelo derretimento financeiro global, para o qual não faltou a empenhada colaboração de governos democráticos na Europa e nos EUA, esse ressurgimento de Marx entre os filósofos não é consequência nem simples nem óbvia, como creem alguns. Afinal, já no início dos anos 1990s, Jacques Derrida, importante filósofo francês, previu que o mundo procuraria Marx novamente. A previsão certeira apareceu na resposta que Derrida escreveu a uma autoproclamada “vitória neoliberal” e ao “fim da história” inventados por Francis Fukuyama.

Contra as previsões de Fukuyama, o movimento Occupy e a Primavera Árabe demonstraram que a história já caminha por novos tempos e vias, indiferente aos paradigmas econômicos e geopolíticos sob os quais vivemos. Vários importantes pensadores comunistas (Judith Balso, Bruno Bosteels, Susan Buck-Mors, Jodi Dean, Terry Eagleton, Jean-Luc Nancy, Jacques Rancière, dentre outros), dos quais Slavoj Zizek é o que mais aparece, já operam para ver e mostrar como esses novos tempos são descritos em termos comunistas, quer dizer, como alternativa radical.

O movimento acontece não só em conferências de repercussão planetária em Londres, Paris, Berlin e New York (com participação de milhares de professores, alunos e ativistas) mas também na edição de livros que se convertem em best-sellers globais como Império de Toni Negri e Michael Hardt, A Hipótese Comunista de Alain Badiou e Ecce Comu de Gianni Vattimo, dentre outros. Embora nem todos esses filósofos apresentem-se como comunistas – não, com certeza, como o mesmo tipo de comunista –, a evidência de que o pensamento comunista está no centro de seu trabalho intelectual autoriza a perguntar por que há hoje tantos filósofos comunistas tão ativos.

A ressurgência do marxismo

Evidentemente, nessas conferências e nesses livros, o comunismo não é proposto como programa para partidos políticos, para que reproduzam regimes historicamente superados; é proposto como resposta existencial à atual catástrofe neoliberal global.

A correlação entre existência e filosofia é constitutiva, não só da maioria das tradições filosóficas, mas também das tradições políticas, no que tenham a ver com a responsabilidade sobre o bem-estar existencial dos seres humanos. Afinal, a política não é apenas instrumento posto a serviço da vida burocrática diária dos governos. Mais importante do que isso, a política existe para oferecer guia confiável rumo a uma existência mais plena. Mas quando essa e outras obrigações da política deixam de ser cumpridas pelos políticos profissionais, os filósofos tendem a tornar-se mais existenciais, vale dizer, tendem a questionar a realidade e a propor alternativas.

Foi o que aconteceu no início do século 20, quando Oswald Spengler, Karl Popper e outros filósofos começaram a chamar a atenção para os perigos da racionalização cega de todos os campos da atividade humana e de uma industrialização sem limites em todo o planeta. Mas a política, em vez de resistir à industrialização do homem e da vida humana, limitou-se a seguir uma mesma lógica industrial. As consequências foram devastadoras, como todos já sabemos.

Hoje, as coisas não são essencialmente diferentes, se se consideram os efeitos igualmente calamitosos do neoliberalismo. Apesar do discurso triunfalista do neoliberalismo, a crise das finanças globais neoliberais do início do século 21 serviu para mostrar que nunca as diferenças de bem-estar material foram maiores ou mais claras que hoje: 25 milhões de pessoas passam a viver, a cada ano, em favelas urbanas; e a devastação dos recursos naturais do planeta já provoca efeitos assustadores em todo o mundo, tão devastadores que, em alguns casos, já não há remédio possível.

Por isso tudo, relatório recente do ministério da Defesa da Grã-Bretanha previa, além de uma ressurgência de “ideologias anticapitalistas, possivelmente associadas movimentos religiosos, anarquistas ou nihilistas, também movimentos associados ao populismo; além do renascimento do marxismo”. Essa ressurgência do marxismo é consequência direta da aniquilação das condições de existência humana resultantes do capitalismo neoliberal como o conhecemos.

O que é “comunismo”?

Por mais que a palavra “comunista” tenha adquirido inumeráveis significados distintos, ao longo da história, na opinião pública atual ela significa uma relíquia do passado e é associada a um sistema político cujos componentes culturais, sociais e econômicos são todos controlados pelo estado.

Por mais que talvez seja o caso na China, Vietnã ou Coreia do Norte, para a maioria dos filósofos e pensadores contemporâneos esse significado é insuficiente, está superado, é efeito de propaganda maciça e, sobretudo, é diariamente desmentido pela evidência de que o mundo não estaria vivendo uma “ressurgência” do marxismo, se o comunismo marxista fosse apenas isso.

Como diz Zizek, o comunismo de estado não funcionou, não por fracasso do comunismo, mas por causa do fracasso das políticas antiestatizantes: porque não se conseguiu quebrar as limitações que o estado impôs ao comunismo, porque não se substituíram as formas de organização do estado por forma ‘diretas’ não representativas de auto-organização social.”

O comunismo, como ideário antiestatizante das oportunidades realmente iguais para todos, é hoje a melhor hipótese, ideia e guia  para os movimentos políticos libertários antipoder, como os que nasceram dos protestos em Seattle (1999), Cochabamba (2000) e Barcelona (2011).

Por mais que esses movimentos lutem em nome de causas e valores específicos e diferentes entre si (contra a globalização econômica desigualitária, contra a privatização da água, contra políticas financeiras danosas), todos lutam contra o mesmo adversário: o sistema de distribuição não igualitária da propriedade, em democracias organizadas pelos princípios impositivos do capitalismo.

Como o demonstram a pobreza sempre crescente e o inchaço das favelas, este modelo deixou para trás todos os que não foram “bem-sucedidos” segundo suas regras, produzindo novos comunistas.

Comunismo e democracia

Em resumo, enquanto Negri e Hardt buscam no “comum” (quer dizer, nos modos pelos quais a propriedade pública imaterial pode ser propriedade dos muitos), e Badiou busca nas insurreições (em ações como a da Comuna de Paris), a possibilidade de se alcançarem “formas de auto-organização” não estatais, quer dizer, a possibilidade de formas comunistas, Vattimo (e eu) sugerimos que todos examinemos os novos líderes democraticamente eleitos na Venezuela, Bolívia e outros países latino-americanos.

Se esses líderes conseguiram chegar ao governo e começar a construir políticas comunistas sem insurreições violentas, não foi por terem chegado ao mundo político armados por fortes conteúdos teóricos ou programáticos; mas por suas fraquezas.

Diferente da agenda pregada pelo “socialismo científico”, o comunismo “fraco” (também chamado “hermenêutico”) abraçou não só a causa ecológica do de-crescimento, mas também a causa da decentralização do sistema burocrático estatal, de modo a permitir que se constituam conselhos independentes locais, que estimulam o envolvimento das comunidades.

Que ninguém se surpreenda se muitos outros filósofos, atraídos para o comunismo pelas ações e políticas de destruição da vida do neoliberalismo, também vislumbrarem a alternativa [19] que se constrói na América Latina. Especialmente, porque as nações latino-americanas demonstraram que os comunistas podem ter acesso ao poder também pelas vias formais da democracia.

* Santiago Zabala é pesquisador e professor de filosofia da Institució Catalana de Recerca i Estudis Avançats, ICREA[1], da Universidade de Barcelona. É autor, dentre outros trabalhos, de The Hermeneutic Nature of Analytic Philosophy (2008), The Remains of Being (2009), e, mais recentemente, com G. Vattimo, Hermeneutic Communism (2011), todos publicados pela Columbia University Press.

segunda-feira, 30 de julho de 2012

NELE abre inscrições para cursos de línguas

A partir do dia 1° de agosto, estão abertas as inscrições para os cursos do Núcleo de Ensino de Línguas em Extensão – NELE, pelo site do Núcleo. Interessados podem se candidatar até o dia 14. As aulas se iniciam em 31 de agosto.

No segundo semestre de 2012, serão oferecidas turmas de alemão, espanhol, francês, inglês, italiano, japonês, latim, português e russo. O teste de nivelamento, no entanto, será realizado apenas para os idiomas alemão, francês, italiano, japonês e russo. A prova ocorre no dia 9.
Os horários das aulas estão disponíveis na página do NELE.

Mais informações pelo telefone 51 3308.6701 ou pelo e-mail nele@ufrgs.br.

Fonte: UFRGS

Concurso Prefeitura de Sapucaia do Sul - RS

Prefeitura de Sapucaia do Sul, Rio Grande do Sul, oferece 277 vagas em todos os níveis de escolaridade, com salário de até R$ 3.231,76.


Com a finalidade de preencher 277 vagas, a Prefeitura de Sapucaia do Sul, cidade localizada a 19 km de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, abre inscrições para concurso público nº. 01 e 02/2012 destinado a selecionar profissionais de níveis fundamental, médio e superior.
A seleção oferece salário que varia entre R$ 706,37 a R$ 3.231,76, dependendo da função ocupada. Vale lembrar que 5% das vagas serão destinadas a portadores de necessidades especiais.

Cargos

Advogado, Arquiteto, Assistente Social, Auditor Fiscal da Fazenda Municipal, Biólogo, Contador, Economista, Enfermeiro, Engenheiro, Farmacêutico, Gestor Público, Médico, Nutricionista, Pedagogo, Programador, Psicólogo, Professor, Tecnólogo Rede Computadores, Veterinário, Motorista, Telefonista, Pedreiro, Carpinteiro, Vigia, Guarda Municipal de Trânsito, Fiscal de Transporte, Fiscal Sanitário, Escriturário, Operador de Máquina, Técnico Contábil, Técnico em Informática, Técnico Segurança Trabalho, entre outros.

Inscrição

As inscrições serão realizadas até o dia 21 de agosto de 2012, através do site www.fundatec.org.br.
A FUNDATEC e o município de Sapucaia do Sul disponibilizarão computadores para acesso à internet durante o período de inscrições, na Rua Professor Cristiano Fischer, nº 2012, Partenon, em Porto Alegre e no Prédio da SMED - Rua Marechal Deodoro, 510 - Bairro: Paraíso - CEP: 93.220-600, em Sapucaia do Sul, no horário de atendimento ao público.
A taxa de inscrição é de:
Nível fundamental: R$ 35,00 e 45,00;
Nível médio: R$ 60,00;
Nível superior: R$ 85,00.

Prova

As provas objetivas para os cargos de nível médio e técnico estão previstas para o dia 23 de setembro, já para os cargos de nível fundamental e superior serão realizadas na data provável de 30 de setembro de 2012. Os locais e horários estarão disponíveis a partir dos dias 18 e 19 de setembro de 2012, no site www.fundatec.org.br.
O gabarito preliminar será divulgado provavelmente no dia seguinte ao de realização das provas.

Validade

O concurso público será válido por 2 anos, contados da publicação dos respectivos resultados finais, facultada a prorrogação desse prazo por uma vez, por igual período, a critério do prefeito municipal.

Edital / Publicações


MPF denuncia major da reserva por sequestro e morte no Araguaia

O major da reserva Lício Augusto Maciel, conhecido como doutor Asdrúbal

O Ministério Público Federal (MPF) denunciou à Justiça o major da reserva Lício Augusto Maciel pelo sequestro do militante do PCdoB Divino Ferreira de Souza, o Nunes, capturado ilegalmente pelo Exército em 1973 e desaparecido desde então.

Também conhecido como Doutor Asdrúbal, o militar participou, há 40 anos, da Operação Marajoara, que pôs fim à Guerrilha do Araguaia, a maior ação de resistência armada à ditadura militar brasileira. Assassino confesso de pelo menos quatro guerrilheiros, Lício Maciel permanece impune.

A denúncia do MPF segue determinação da Corte Interamericana de Direitos Humanos que, em sentença de 2010, condenou o Brasil a apurar os crimes de lesa-humanidade ocorridos durante a guerrilha. Como a interpretação que o Supremo Tribunal Federal (STF) faz da Lei da Anistia, de 1979, impede que militares sejam punidos por crimes como assassinato e tortura, o MPF enquadrou o Doutor Asdrúbal pelo sequestro de Divino, considerado imprescritível.

Divino foi emboscado no dia 14 de outubro de 1973, na região do município de São Domingos do Araguaia (PA). De acordo com o MPF, ele e os companheiros André Grabois, o Zé Carlos, João Gualberto Calatroni, o Zebão, e Antônio Alfredo de Lima, o Alfredo, foram cercados quando abatiam porcos e não tinham nenhuma chance de reagir. Grabois, Calatroni e Lima foram executados na hora e Divino, sequestrado e levado com vida para a base militar da Casa Azul, em Marabá. Apesar de ferido, foi interrogado e submetido a grave sofrimento físico. Nunca mais foi visto.

Dez dias depois, Lício Maciel seria responsável pela morte da guerrilheira Lúcia Maria de Souza, a Sônia, executada imediatamente após reagir ao ataque dos militares e ferir o major no braço e no rosto. Bem antes, já havia se notabilizado pela prisão do também guerrilheiro José Genoíno, que viria a se tornar presidente do PT.

O ódio do militar pela esquerda é tamanho que, em 2005, chegou a insinuar que Genoíno foi o verdadeiro responsável pelas mortes dos companheiros, já que, quando preso, delatou como funcionavam as bases da guerrilha, mesmo sem sofrer tortura ou ameaça. “Genoino, olhe no meu olho, você está me vendo. Eu prendi você na mata e não toquei num fio de cabelo seu. Não lhe demos uma facãozada, não lhe demos uma bolacha – coisa de que me arrependo hoje”, disse ele, em discurso proferido na Câmara dos Deputados, durante sessão solene em homenagem aos militares que atuaram no Araguaia.

Tratado como um verdadeiro herói de guerra por outros militares de ultradireita, Maciel sempre se gabou de sua participação na guerrilha. “Tenho imenso orgulho de ter participado dessa luta, por ter agido positivamente para evitar que os guerrilheiros do PCdoB implantassem no país um regime comunista igual ao de Cuba, com paredão e tudo”, declarou ele, no mesmo discurso de 2005.

Em 2010, voltou a confirmar os assassinatos e prisões em depoimento à Justiça. Entretanto, disse que os guerrilheiros foram mortos em combate e se eximiu da culpa pelo desaparecimento de Divino que, segundo ele, foi devidamente entregue à base militar. Pelo menos duas testemunhas rechaçam a tese: o militar José Vargas Jimenez, que escreveu um livro sobre a repressão à guerrilha e depois confirmou as informações em depoimento oficial às autoridades brasileiras, e Manoel Leal Lima, o Vanu, que servia de guia para o grupo de militares durante a emboscada. Ambos ressaltam que os militares armaram uma emboscada para os militantes. E, ainda, que Divino foi submetido à grande tortura.

- Nessa etapa houve o deliberado e definitivo abandono do sistema normativo vigente, pois decidiu-se claramente pela adoção sistemática de medidas ilegais e violentas, promovendo-se então o sequestro ou a execução sumária dos militantes. Não há notícias de sequer um militante que, privado da liberdade pelas Forças Armadas durante a Operação Marajoara, tenha sido encontrado livre posteriormente – esclarece a denúncia do MPF.

Memória

Divino nasceu em Goiânia, em 1942, e, em 1961, se tornou membro da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes). Em 1966, deixou o país, retornando um ano depois para viver na clandestinidade, na região do Brejo Grande, próximo ao Rio Araguaia. Foi nesta época que, atuando como agricultor e comerciante, passou a ser conhecido como Nunes.

Sua irmã, Terezinha Souza Amorim, afirma que a família jamais deixou de buscar a verdade sobre o que aconteceu, sem sucesso. “Em 2004, minha mãe faleceu sem ter obtido informações do Estado brasileiro sobre o que aconteceu com o Divino, após lutar até o fim da vida para o encontrar. Hoje, a minha luta e de outros familiares de mortos e desaparecidos é para que a sociedade conheça a verdadeira história, para que o estado nos esclareça o que aconteceu com nossos entes queridos e para que os responsáveis por todos esses anos de angústia e desespero sejam responsabilizados”, esclarece.

Justiça

Lício Maciel é o terceiro militar denunciado por crimes de lesa-humanidade cometidos durante a ditadura. O primeiro foi justamente o seu parceiro de combate à guerrilha do Araguaia, Sebastião Curió Rodrigues, o Major Curió. A ação foi recusada pela primeira instância, mas o MPF recorreu e aguarda decisão. O segundo é o ex-diretor do DOI/CODI, coronel Brilhante Ustra.

A denúncia contra Lício Maciel foi distribuída para a 2ª Vara Federal do Pará e, desde 19 de julho, aguarda decisão da juíza Nair Pimenta de Castro.

sábado, 28 de julho de 2012

Vaga para Bibliotecário - SENAI Caxias do Sul

Código da vaga 10995 - Ensino Superior Completo em Biblioteconomia com registro no respectivo conselho.


Fonte: Caderno de Empregos ZH - 28/07/2012

Assistente de Biblioteca - SENAI Caxias do Sul

Código da vaga 10988 - Ensino Médio Completo ou Técnico de nível Médio Completo aplicável em sua área de atuação.


Fonte: Caderno de Empregos ZH - 28/07/2012

Auxiliar de Biblioteca Colégio Israelita

Requisitos que o cargo exige:

Ensino Médio Completo ou cursando Biblioteconomia;
Experiência em Biblioteca;
Conhecimento em Informática.

Benefícios oferecidos a este cargo:

Assistência médica;
Semana de cinco dias;
Ótimo ambiente de trabalho.

Interessados enviar currículo para: curriculos@colegioisraelita.com.br ou para Caixa Postal ZH, nº 3647, Av. Ipiranga, 1075 - Azenha - Porto Alegre/RS - CEP 90.160-093

Fonte: Caderno de Empregos ZH - 28/07/12

Vaga para auxiliar de biblioteca na Escola Técnica Factum

Segue abaixo oportunidade para atuação na Escola Técnica Factum, que valoriza seus colaboradores e busca profissionais diferenciados para compor suas equipes.

Interessados e alinhados aos requisitos encaminhe seu currículo  para rh@escolafactum.com.br

VAGA: Estagiário de Biblioteca
Formação: Cursando Técnico de Biblioteconomia ou Bacharelado em Biblioteconomia.

Perfil: Comunicação, organização, objetividade, concentração, agilidade, relação interpessoal, iniciativa, criatividade, motivação.

Desejável: Conhecimento em informática, atendimento ao público.

Atividades Exercidas:
 
Atendimento ao aluno e professor: empréstimos, renovações, devoluções, consultas ao acervo, internet. .
 
Cadastro de novos materiais (revistas, livros, DVD) do acervo no RM. Prestar serviços auxiliares de processamento técnico do acervo. Controle de fluxo de uso dos computadores. 

Registro de fluxo diário de usuários. Manutenção do acervo. Montagem do mural da biblioteca. Revisão diária do guarda volumes.
 
Benefícios:
 
Horário: Carga horária: 20hs/semanais, de segunda a sexta feira, das 17h às 21h.
Bolsa auxílio: R$ 300,00 + VT, excelente ambiente de trabalho, possibilidade de efetivação.
 
Colaboração:--
Carolina Patrícia König


Fonte: Bibliovagas

Hoje é o ultimo dia de inscrições das 280 vagas dos cursos da Cepef

O Centro de Educação Profissional Ezequiel Ferreira Lima (Cepef) está com inscrições abertas para cinco cursos de qualificação profissional. São oferecidas 280 vagas. As inscrições prosseguem até o dia 1º de julho.


A finalidade do Cepef é ofertar cursos técnicos gratuitos, possibilitando o desenvolvimento sócioeconômico do Estado, visando à inserção do trabalhador no mercado e melhorando o seu desempenho no exercício de cada tarefa. Os cursos oferecidos são: Técnico em Biblioteconomia (vespertino); Técnico em Comunicação Social (matutino e vespertino);Técnico em Cozinha (vespertino); Tecnico em Eletrotécnica (noturno) e Técnico em Recursos Humanos (noturno).


O Centro de Educação Profissional Ezequiel Ferreira Lima fica na rua Antônio da Silva Vendas,115, Bairro Miguel Couto. 


Fonte: Alessandra Carvalho - Capital News (www.capitalnews.com.br)

segunda-feira, 23 de julho de 2012

TAM esquece Marcelo Rubens Paiva dentro de avião em Congonhas


O escritor Marcelo Rubens Paiva foi esquecido dentro de um avião da TAM na noite deste domingo, no aeroporto de Congonhas, em São Paulo. Paraplégico, Paiva aguardava o atendimento para deixar a aeronave. O escritor recorreu ao Twitter para ser regatado.


O voo 3971, procedente do aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, aterrissou em Congonhas às 18h22, segundo informações da Infraero. Às 18h49, Paiva escreveu no Twitter: “TAM me esqueceu dentro de 1 aviao. Voo 3971. Em Congonhas. Alguem pode ligar e pedir ajuda? Help!”.
Minutos depois, o escritor postou nova mensagem, brincando com a situação: “Tripulacao foi embora e me esqueceram rrr. Vou roubar este Airbus. Sera q é facil pilotar?”. A TAM respondeu ao escritor, também pelo Twitter, às 19h02: “Oi, Marcelo! Poderia por gentileza detalhar via DM (mensagem privada) o que exatamente ocorreu para que possamos lhe auxiliar? Obrigado”.
Paiva postou às 19h37 que o problema havia sido resolvido. “Serio. Demoraram mais tempo pra me tirarem do aviao do q voo RJ SP”, reclamou o escritor no microblog.

Fonte: iG

quarta-feira, 18 de julho de 2012

Vaga para estágio - Biblioteconomia -Porto Alegre/RS

A Justiça Federal está disponibilizando vaga de estágio para acadêmicos de Biblioteconomia.

Área
Biblioteconomia
Requisitos
Estar matriculado a partir do 5° semestre em uma instituição conveniada com a Justiça Federal; ter possibilidade de realizar, no mínimo, um ano e meio de estágio; não estar realizando outro estágio no momento da assinatura do contrato.
Horário
25 horas semanais
Remuneração
Bolsa-auxílio de R$ 733,80; vale-transporte.
Contato

Interessados devem enviar currículo para o e-mail estagios@jfrs.gov.br até o dia 27 de julho de 2012.
Fonte: Bibliovagas

terça-feira, 17 de julho de 2012

Bibliotecá​rio Auxiliar em Santa Maria - RS

Bibliotecário Auxiliar
(Biblioteca - IMC - Santa Maria)
CARGA HORÁRIA: 150h mês
HORÁRIO: 16:15 às 21:30, c/15min interv, seg a qui / 15:15 às 21:30, c/ 15min interv, sex / 8:00 às 12:00, sáb

ATIVIDADES DESENVOLVIDAS: Representar as bibliotecas do IMC nos colegiados; apresentar à Direção e à Coordenação das bibliotecas as necessidades de investimentos; elaborar relatórios parciais e anuais das atividades; otimizar os processos técnicos e administrativos da biblioteca; orientar e acompanhar os colaboradores das bibliotecas na execução de tarefas, promovendo sua capacitação constante; manter atualizado o sistema de informação; disseminar informação para facilitar o acesso e geração do conhecimento; desenvolver estudos e pesquisas; realizar difusão cultural e desenvolver ações educativas; gerir os bens móveis.

REQUISITOS MÍNIMOS:
- Ensino superior completo em Biblioteconomia
- Ter conhecimento e/ou experiência em planejamento e desenvolvimento de processos de uma biblioteca.
- Ter conhecimento em catalogação no formato MARC e classificação CDU.

PERFIL DESEJADO:
- Habilidade para liderança e gestão de equipes, pró-atividade, compromisso, responsabilidade, agilidade, organização e boa comunicação.
* Interessados devem encaminhar currículo para recrutamento@metodistadosul.edu.br informando no assunto vaga de interesse, ou entrar em contato com Marian ou Juliana, da Gestão de Pessoas, pelo fone (55) 3028 7012, para maiores informações.

Divulgue nosso grupo. Alguém pode estar precisando!
http://www.bibliovagas.com.br/
Para assinar:
assinar-bibliovagas@grupos.com.br
Para cancelar assinatura:
cancelar-bibliovagas@grupos.com.br

10 ferramentas especiais para pesquisar livros e artigos

Crédito: Shutterstock.com


Confira 10 dicas de ferramentas de busca especiais para pesquisar livros e artigos:


10 dicas de ferramentas de busca: WorldCat

WorldCat se identifica como o maior catálogo de bibliotecas do mundo. Se isso é verdade não podemos dizer, porém com um conteúdo de cerca de 10 mil bibliotecas com livros, DVDs, CDs e artigos é muito possível que você encontre o que precisa. 

10 dicas de ferramentas de busca: Google Books

No Google Books você irá encontrar milhares de livros e outros conteúdos gratuitos como artigos sobre os mais variados assuntos e autores. 

10 dicas de ferramentas de busca: Scirus

Scirus é uma ferramenta de busca científica com mais de 460 milhões de conteúdos indexados. Você irá encontrar artigos, patentes, sites educacionais, informações sobre cientistas e muito mais. 

10 dicas de ferramentas de busca: HighBeam Research

HighBeam Research pesquisa artigos e outras fontes de materiais publicados. A ferramenta pode ser usada gratuitamente por um período de até sete dias. 

10 dicas de ferramentas de busca: Vadlo

Vadlo é um motor de buscas que oferece ferramentas, protocolos, apresentações e outros materiais de pesquisas acadêmicas e descobertas científicas. 

10 dicas de ferramentas de busca: Open Library

No site Open Library você irá encontrar livros eletrônicos e outros materiais de fontes gratuitas, além de poder contribuir para que esse catálogo continue aumentando. 

10 dicas de ferramentas de busca: Online Journals Search Engine

A ferramenta Online Journals Search Engine é um motor de busca científica que permite que você encontre jornais, artigos, relatórios de pesquisas, livros e outras publicações científicas. 

10 dicas de ferramentas de busca: Bioline International

Se você procura por artigos na área científica pode usar o Bioline International, uma ferramenta de busca que disponibiliza diversos jornais científicos de países emergentes. Ele é administrado por cientistas e bibliotecários que fazem um trabalho colaborativo por meio de outras iniciativas sem fins lucrativos. 

10 dicas de ferramentas de busca: SpringerLink

SpringerLink disponibiliza artigos de diversas áreas de estudo, da arquitetura a medicina. Estão disponíveis também livros, protocolos e outras ferramentas. 

10 dicas de ferramentas de busca: Jurn

Na ferramenta de busca Jurn é possível obter resultados de mais de 4 mil jornais e artigos gratuitos nas áreas de artes e humanidades. 

TJ do Rio Grande do Sul abre concurso público para mais de 100 cargos

Analista e técnico judiciário, engenheiro civil, mecânico e elétrico, estatístico, taquígrafo forense, bibliotecário pesquisador, historiógrafo, assistente social, arquiteto, desenhista e auxiliar de comunicação. Esses são os cargos abertos por concurso público, no Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul. As inscrições começam na segunda-feira (16/7) e seguem até 6 de agosto.

São mais de cem cargos. Os salários variam entre R$ 1,9 mil e R$ 8,4 mil. Já a aplicação das provas acontece nos dias 15 e 16 de setembro.

Mais informações no site da Fundação de Apoio da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Faurgs).
Revista Consultor Jurídico, 15 de julho de 2012


Fonte: emrondonia

segunda-feira, 16 de julho de 2012

Vaga para Estágio em Biblioteconomia em Porto Alegre/RS

Cargo: Estagiário de  biblioteconomia.
Local: Colégio Marista Ipanema
Horário de Trabalho: Das 07:30 às 13:45 ou
Das 13:00 às 19:15
Carga Horária: 30h semanais

Descrição da Vaga:
- Atividades voltadas para atuação na biblioteca da escola.

Requisitos:
- Estudante de  Biblioteconomia  a partir do 3º semestre.

Benefícios:
- Valor da Bolsa R$ 750,00
 
 
Fonte: Bibliovagas

quinta-feira, 12 de julho de 2012

Biblioteca recebe 1030 livros

A Biblioteca Pública Municipal Emiliano Perneta (BIPA), de Fazenda Rio Grande, recebeu na última quarta-feira (04) 1.030 livros da Fundação Biblioteca Nacional. O benefício foi obtido por meio da inscrição realizada no semestre passado, quando foi aberto o edital de chamada pública, para a escolha e aquisição de livros de baixo preço. Até 30 de julho deste ano serão entregues mais 500 exemplares.

Referente ao acervo doado, as bibliotecas tiveram a opção de selecionar os livros a partir de uma pré-seleção de 10.500 livros oferecida pela Fundação Nacional. A Coordenadora da Divisão de Literatura, Jacqueline Carteri, explica que na seleção foram considerados aspectos como os títulos e assuntos mais procurados pelos usuários. “Tentamos avaliar pelo título e pela sinopse das obras o que seria mais interessante aos nossos usuários, tendo como base o empréstimo diário, o estilo dos livros mais emprestados e até mesmo sugestões e pedidos, que são feitos pelos leitores que frequentam a biblioteca”, conta.

Jacqueline acrescenta ainda que os livros são muito bons e comenta sobre a impressão e qualidade. Ela ressalta que com certeza esses livros renovarão positivamente o acervo dos nossos espaços literários.

Informações
Divisão de Literatura: 3905-6065
Biblioteca Pública Municipal Emiliano Perneta: 3901-521

Fonte: Bem Paraná

quinta-feira, 5 de julho de 2012

Estado lança editais para modernizar bibliotecas nesta sexta-feira

Serão lançados nesta sexta-feira editais da Secretaria de Estado da Cultura (Sedac) para a modernização de 125 bibliotecas públicas municipais. As ações são parte do Programa Biblioteca Viva RS, e incluem também a contratação de 220 Agentes de Leitura, no valor total de R$ 3,7 milhões.
O evento será realizado no segundo andar do Mercado Público de Porto Alegre, durante a Festa da Leitura.
Há dois braços do incentivo: recursos de R$ 2 milhões, provenientes de convênio entre o Ministério da Cultura (MinC) e Sedac, contemplarão 100 bibliotecas, em cidades de até 10 mil habitantes, com valores de R$ 20 mil por unidade e 25 bibliotecas em cidades com população acima de 10 mil habitantes, com valores de R$ 55 mil por unidade. O projeto promove a modernização de espaços culturais dinâmicos de bibliotecas públicas, assegurando a organização de registros bibliográficos e democratizando o acesso ao livro, à leitura e à literatura para setores expressivos da comunidade do Rio Grande do Sul.
O segundo braço tem como objetivo formar agentes de leitura. Esse edital tem recursos de R$ 1,78 milhão, também por meio de convênio entre MinC e Sedac, e concede 220 bolsas de complementação de renda, no valor mensal unitário de R$ 350,00. Podem candidatar-se jovens e adultos, entre 18 e 29 anos, com habilidades para a ação e difusão cultural. Esses agentes de leitura atuarão no âmbito de suas comunidades com o intuito de colaborar com o desenvolvimento humano, por meio do acesso aos bens e serviços culturais em municípios e comunidades do Estado do Rio Grande do Sul identificados segundo critérios de baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH).
Fonte: ZH

Vaga de estágio Secretaria Municipal do Meio Ambiente (SMAM)

A Secretaria Municipal do Meio Ambiente (SMAM) seleciona candidatos a 1 vaga de estágio de curso superior em Biblioteconomia, a partir do  2º semestre, turno tarde.:

na Biblioteca Jornalista Roberto Eduardo Xavier, Av. Carlos Gomes, 2120, Bairro Três Figueiras


Bolsa mais vales transportes

Cadastro no site: http://www2.portoalegre.rs.gov.br/estagios/

Trazer currículo, identidade  e indicações de referências de trabalho.

Contato: Carmem Hoonholtz bibliotecária mat.09072.7 CRB 10/473 - F.51-3289- 7520 - Chefe da Equipe de Bibliotecas - Secretaria Municipal do Meio Ambiente - Av. Carlos Gomes, 2120

quarta-feira, 4 de julho de 2012

SELEÇÃO DE BOLSISTAS PARA O INSTITUTO ESTADUAL DO LIVRO

Estudantes de graduação dos cursos de BIBLIOTECONOMIA e JORNALISMO


- Estágios de 30 e 40 horas
- Horários flexíveis
- Atividades Biblio: auxílio na organização do acervo da Biblioteca especializada em literatura rio-grandense, auxílio na catalogação e indexação de livros, atendimento ao público, elaboração de projetos literários.
- Atividades Jornalismo: auxílio com as mídias virtuais (site e redes sociais), participação em eventos, elaboração de projetos literários, assossoria de comunicação institucional, elaboração de textos. Preferencialmente ter experiência com fotografia e Indesigner.

Enviar currículo (com portifólio, caso tenha) para iel@sedac.rs.gov.br
Informações: (51) 3311.7311



Fonte: FABICO facebook

Vaga para auxiliar de Biblioteca / Interlagos

Vaga exclusivamente para auxiliar de biblitoeca escolar - com experiência

Requisito - Conhecer o Software Pergamum
Horário: 12h - 22h30
Salário: R$2000,00

Colégio particular na Zona Sul próximo a Interlagos

Curriculo para:
cristina.troller@colsantamaria.com.br

Colaboração: Cristina Troller

 Fonte: Bibliovagas

terça-feira, 3 de julho de 2012

Informação pública e as bibliotecas

“É letra morta?”, perguntou-se depois que a Lei de Acesso à Informação entrou em vigor.

A expressão vai das resistências dadas pelo mandonismo político que embaralha o público com o privado à exequibilidade da lei por falta de ferramentas adequadas.

Se houver o desejo de saber, como proceder para ter a resposta?
Prestar informação é difícil quando não existe a infraestrutura necessária para isso, como não é possível escoar a produção agrícola sem boas estradas.

Esse déficit de meios para informar não poderá ser resolvido em curto prazo, principalmente porque informação pode ser percebida como menos necessária que o feijão.
 
Vontade política

Os administradores quantificam os prejuízos pela falta de boas estradas. Raramente fazem isso quando se trata do valor da informação. Quanto vale uma biblioteca que propicia à população o conhecimento que lhe seja necessário? O projeto de Mário de Andrade para as bibliotecas paulistanas, em 1935, que ele sonhava como centros de informação e cultura, foi rara exceção no deserto de séculos e se perdeu.

Em 1982, no governo Montoro, foi criado o Sistema de Bibliotecas Públicas do Estado de São Paulo. No ânimo da “abertura” política, ousou-se com um projeto que dava uma nova dimensão às bibliotecas públicas, valorizando-as como centros de informação e cultura.

De acervos quase sempre precários para atender à demanda escolar, buscou-se um novo perfil: ser espaço para informar, discutir e criar. É desse período um fato inusitado: o prefeito de uma pequena cidade paulista ergueu na praça da matriz um placar de madeira e lata com os números diários da contabilidade municipal.

Essa iniciativa tosca e comovente foi um indicador dos rumos que deveriam ser tomados por todos, inclusive pelas bibliotecas públicas. Era a ideia de “informação necessária” à pessoa e à coletividade como tarefa fundamental das bibliotecas.

Mas essa prática pouco prosperou. Persistiu a política do acervo literário como fim exclusivo, agora para um público cada vez menor. A pesquisa em enciclopédias de papel deu lugar ao copie e cole da internet. As bibliotecas municipais nesse modelo se tornaram obsoletas, repartições públicas de reduzido papel social e, progressivamente, sem função.

No entanto, prestar informações persiste como pedra angular da biblioteca pública. Como a unidade de entre informação e cultura mais frequente no Brasil, ela deverá ser atualizada, indo do século 19 ao século 21. E se não for por outros motivos, que seja para cumprir o que determina a lei: a “criação de serviços de informações ao cidadão”.

Estudos para essa atualização das bibliotecas públicas já estão na pauta da Escola Politécnica associada à Escola de Comunicações e Artes da USP. Os obstáculos para concretizar esse objetivo são grandes, mas não intransponíveis, se houver vontade política para tanto.
 
Dez quilômetros

As bibliotecas, com as ferramentas necessárias, poderão formar uma rede com milhares de pontos -portas para o conhecimento- importantes para que a lei seja letra viva, pois ela é um marco histórico que separa a indiferença da participação, o individualismo da cidadania.

Para que isso ocorra, será necessário acreditar na informação como alavanca para o desenvolvimento. Não só estradas para escoar a soja são necessárias, também as vias de informação que levam ao conhecimento. Aliás, quantas bibliotecas poderiam ser construídas com o valor de dez quilômetros de estrada asfaltada?

***
[Luís Milanesi, doutor em ciências da comunicação, é professor de biblioteconomia na USP]

Unesp oferece pós-graduação em Ciência da Informação

SÃO PAULO (FAPESP) – Estão abertas até o dia 13 de julho as inscrições para o Programa de Pós-graduação em Ciência da Informação (PPCGI) da Faculdade de Filosofia e Ciências da Universidade Estadual Paulista (Unesp) em Marília. São oferecidas 12 vagas de mestrado e seis de doutorado.

Com nota 5 na avaliação da Capes para o mestrado acadêmico e doutorado, o PPGCI tem por objetivo o desenvolvimento de referenciais teórico-metodológicos inovadores em temas relacionados à organização, produção, gestão, mediação, uso e aspectos tecnológicos da informação, como subsídios à consolidação científica da área em nível nacional e internacional.

O programa trabalha com três eixos temáticos: Informação e Tecnologia; Produção e Organização da Informação; e Gestão, Mediação e Uso da Informação.

Em 2006 foi lançado o periódico científico Brazilian Journal of Information Science, publicado pelo PPGCI e pelo Departamento de Ciência da Informação, com periodicidade semestral e textos originais de artigos de pesquisa, artigos de revisão, comunicações, relatos de experiência e resenhas.

Para se inscrever no processo seletivo, o candidato deve enviar os documentos especificados no Edital por sedex ou entregá-los pessoalmente na Avenida Vicente Ferreira nº 1346, Bairro Cascata, em Marília. Também deve ser entregue o comprovante do depósito bancário referente à taxa de inscrição no valor de R$ 19.

Mais informações pelo telefone (14) 3402-1336, pelo e-mail fisicaparatodos@if.usp.br  ou pelo site www.narilia.unesp.br/posci.

Funarte lança edital de bolsas para literatura

Em ação conjunta a Fundação Biblioteca Nacional (FBN) e a Fundação Nacional de Artes (Funarte) oferecem 20 bolsas, em âmbito nacional, voltadas à circulação literária, no valor de R$ 40 mil cada (subtraídos os descontos legais) e 30 bolsas voltadas à criação literária, em âmbito nacional, no valor de R$ 15 mil cada, para escritores iniciantes – que tenham no máximo dois livros de sua autoria publicados com ISBN.
 
O Projeto de Circulação é voltado ao desenvolvimento de projetos voltados à promoção e difusão da literatura, por meio de oficinas, cursos, contação de histórias e/ou palestras. O edital é dirigido a pessoas físicas maiores de 18 anos, brasileiros natos ou naturalizados e estrangeiros, residentes no País há mais de três anos. Os projetos deverão ser desenvolvidos no prazo de seis meses, exclusivamente nos Territórios da Cidadania, e preferencialmente nas regiões apontadas pelo III Relatório Retratos da Leitura no Brasil, a saber: Centro-oeste, Norte e Nordeste.

Já o edital de Criação Literária tem o objetivo de promover o desenvolvimento de projetos de criação de romances, contos, crônicas, novelas e poemas. O edital é voltado a pessoas físicas maiores de 18 anos, brasileiros natos ou naturalizados e estrangeiros, residentes no País há mais de três anos. Os projetos deverão ser desenvolvidos no prazo de seis meses.
 
 Acesse o edital nos “Arquivos relacionados”, ao lado.

segunda-feira, 2 de julho de 2012

Vaga de estágio na ESADE

VAGA DE ESTÁGIO - BIBLIOTECA

Descrição da vaga:
- Auxiliar no atendimento dos usuários da biblioteca;
- Receber/emprestar material disponível para empréstimo na biblioteca;
- Manter a organização dos materiais nas estantes;
- Inserir cadastros de materiais no sistema de banco de dados da biblioteca;
- Auxiliar os alunos quando necessário, na utilização dos micros;
- Levantamento de informações na base de dados;
- Controle de quantidade de livros;
- Controle de recebimento de assinaturas.

Pré-requisitos:
- Domínio de ferramentas de informática;
- Gostar de trabalhar com atendimento a pessoas.

Benefícios:
- Bolsa de Estágio no valor de R$ 600,00;
- Vale-Transporte;
- Vale-Refeição.


OS INTERESSADOS DEVEM ENVIAR ATÉ O DIA 09/07/2012, CURRÍCULO PARA
selecao@esade.edu.br, NO TÍTULO DO E-MAIL DEVE CONSTAR O NOME DA VAGA
PRETENDIDA.
A vaga é para Porto Alegre/RS.