Ocorreu um erro neste gadget

sábado, 17 de março de 2012

Exercícios Revolução Francesa 3º Ano Profª. Camila Bairros Escola Júlio Grau

Marcar com “X” a resposta certa:

1. (UEL-PR) A Revolução Francesa representou uma ruptura da ordem política (o Antigo Regime) e sua proposta social desencadeou

A) a concentração do poder nas mãos da burguesia, que passou a zelar pelo bem-estar das novas ordens sociais.

B) a formação de uma sociedade fundada nas concepções de direitos dos homens, segundo as quais todos nascem iguais e sem distinção perante a
lei.

C) a formação de uma sociedade igualitária regida pelas comunas, organizadas a partir do campo e das periferias urbanas.

D) convulsões sociais, que culminaram com as guerras napoleônicas e com a conquista das Américas.

E) o surgimento da soberania popular, com eleição de representantes de todos os segmentos sociais.

2. (UFPA) Luís XVI, no momento da tomada da Bastilha, proferiu estas palavras: “Não quero me separar do ‘meu clero’ e da ‘minha nobreza’”, que refletem a sociedade francesa do Antigo Regime. Essa sociedade era:

A) dividida em classes sociais, com uma nobreza parasitária que detinha todos os privilégios, inclusive em cobrar o dízimo das comunidades camponesas, especialmente daquelas consideradas revolucionárias.

B) formada de moradores de castelos medievais, pertencentes a uma notável nobreza de sangue, que detinha todos os privilégios, inclusive o de escolher os padres que atuavam nas paróquias.

C) dividida em Ordens ou Estados, sendo a nobreza e o clero, isto é, o primeiro e o segundo Estado, detentores da maioria dos privilégios e muito ricos em terras e rendas.

D) constituída de uma nobreza togada, muito ricos e proprietários de terras que extrapolavam as fronteiras da França e que se sustentavam de impostos pagos pelos camponeses, como a talha e a corveia.

E) composta de duas Ordens – clero e nobreza – sendo o clero o mais rico, embora dependesse das rendas advindas dos tributos que a nobreza togada era obrigada a pagar à Igreja e dos impostos pagos pelos comerciantes.

3. (UFPA) Na sociedade francesa do Antigo Regime, um banqueiro milionário fazia parte do terceiro Estado tanto quanto um modesto camponês. Contudo, mesmo em condições sociais e econômicas diferentes, os membros dessa ordem tinham em comum o (a)

A) reconhecimento da burguesia como a principal classe da sociedade francesa, considerando que esta era a mais numerosa e a mais homogênea das três ordens.

B) abolição dos direitos feudais e o desaparecimento da cobrança do imposto da corveia e a ampliação da cobrança do dízimo à nobreza de espada.

C) desejo de abolição dos privilégios do clero e da nobreza, ou seja, o fim dos direitos feudais e a instalação de uma verdadeira igualdade de direitos civis.

D) vontade de abolir a divisão entre burgueses e camponeses, visto que todos eram os maiores produtores da França e contribuíam igualmente com os impostos nacionais.

E) desejo de uma Constituição que reconhecesse os membros do Terceiro Estado como os verdadeiros representantes da Comuna de Paris.

4. A Revolução Francesa (1789-1799) encerra-se com o chamado Golpe do 18 Brumário. Considere as assertativas abaixo, relativas a esse acontecimento.

I – O Golpe do 18 Brumário foi articulado pelos setores jacobinos mais radicais, que conduziram Napoleão Bonaparte ao poder.

II – Com a implantação do Consulado, Napoleão Bonaparte obteve o apoio decisivo de Marat e dos girondinos.

III – O episódio do 18 Brumário serviu como inspiração para Karl Marx produzir uma obra de análise política, estabelecendo o conceito de golpe de Estado bonapartista.

Quais são corretas?
A) Apenas a I
B) Apenas a II
C) Apenas a III
D) Apenas a II e a III
E) I, II, III

5. (Uece) Sobre as revoluções burguesas, são feitas as seguintes afirmações:

I. Consolidam o liberalismo.

II. Têm como base a defesa do Antigo Regime e iniciam a transição do feudalismo para o capitalismo.

III. Seus exemplos mais expressivos são: Revolução Inglesa (1644) e a Revolução Francesa.

Assinale o correto:
A) Apenas as afirmações I e II são verdadeiras
B) Apenas as afirmações I e III são verdadeiras
C) Apenas as afirmações II e III são verdadeiras
D) Apenas as afirmações I e III são verdadeiras

6. (UFRGS-2007) Após a Revolução de 1789, a França viveu um período de grande instabilidade, marcado pelo radicalismo e pela constante ameaça externa. Assinale a alternativa correta em relação a esse período:

A) Com a queda da Bastilha, símbolo do autoritarismo real, os deputados da Assembleia Constituinte, aproveitando o momento político, proclamaram a República pondo um termo final ao Antigo Regime.

B) O Golpe do 18 Brumário representou a queda do Diretório, regime representante dos interesses burgueses.

C) Em meio ao caos provocado pela fuga do Rei e pela derrocada da Monarquia, iniciou-se, em Paris, a criação de uma sociedade baseada nos ideais socialistas, a Comuna de Paris.

D) O período conhecido como Grande Terror foi protagonizado pelo jacobino Robespierre, que posteriormente foi derrubado por Napoleão, um general que se destacara por sua trajetória vitoriosa.

E) Durante um curto período de tempo, após a queda da Bastilha, a França vivenciou uma Monarquia Constitucional, mas na prática, o Rei ainda mantinha a mesma autoridade de antes.

7. A Revolução francesa (1789-1799) encerra-se com o chamado Golpe do 18 Brumário. Considere as assertativas abaixo, relativas a esse acontecimento.

I. O Golpe do 18 Brumário foi articulado pelos setores jacobinos mais radicais, que conduziram Napoleão Bonaparte ao poder.

II. Com a implantação do Consulado, Napoleão Bonaparte obteve o apoio decisivo de Marat e dos girondinos.

III. O episódio do 18 Brumário serviu como inspiração par Karl Marx produzir uma conhecida obra de análise política, estabelecendo o conceito de golpe de Estado bonapartista.

Quais são corretas?

A) I
B) II
C) III
D) II e III
E) Todas.

8. A Revolução Francesa representou um marco na História Ocidental por seu caráter de ruptura em relação ao Antigo Regime. Entre as características da crise do Antigo Regime na França está:

A) a crescente mobilização do Terceiro Estado, liderado pela burguesia, contra os privilégios do Clero e da Nobreza.

B) o desequilíbrio econômico da França, decorrente da Revolução Industrial.

C) a retomada da expansão comercial francesa, liderada por Robespierre.

D) o apoio da Monarquia às sucessivas rebeliões camponesas contrárias à Nobreza.

E) o fortalecimento da Monarquia dos Bourbons, após a participação vitoriosa na Guerra de Independência dos Estados Unidos.

9. (UECE) Sobre as Revoluções Burguesas, são feitas as seguintes afirmações:

I. Consolidam o liberalismo e marcam mudanças nas estruturas econômicas e políticas de suas respectivas sociedades.
II. Têm como base a defesa do Antigo Regime e iniciam a transição do feudalismo para o capitalismo.
III. Um exemplo expressivo é a Revolução Francesa.

Assinale o correto:
A) Apenas as afirmações I e II são verdadeiras.
B) Apenas as  afirmações I e III  são falsas.
C) Apenas as  afirmações I e II  são falsas.
D) Apenas as afirmações I e III são verdadeiras.

10.  (Vunesp-SP) No processo da Revolução Francesa, os jacobinos representaram:

A) o partido do centro, conhecido como Pântano, devido ao oportunismo e à corrupção que caracterizavam a atuação de seus membros.

B) a média e pequena burguesia que procuravam o apoio dos sans-cullottes e sentavam-se à esquerda da Assembleia.

C) o partido independente dirigido por Lafayette.

D) a alta burguesia, e sentavam-se à direita da Assembleia.

E) Aqueles que durante o período de Assembleia Legislativa defendiam a monarquia constitucional.

11. (UFPA) A Convenção, inaugurando o sistema republicano da Revolução Francesa, pode ser caracterizada como:

A) fase mais popular e mais radical da revolução, na qual os jacobinos ascenderam ao poder; apoiados pelos san-collottes.

B) período em que os girondinos, representados por Robespierre, implantaram uma ditadura que culminou na Era do Terror.

C) fase de maior tranquilidade política da revolução, devido à ascensão de Napoleão Bonaparte ao poder, nome que se tornou consenso entre os revolucionários franceses.

D) momento de grande tranquilidade política e social, marcado por várias tentativas de Golpe de Estado, destacando o movimento de tendência comunista liderado por Gracchus Babeuf.

E) fase de consolidação da República burguesa na França, na qual a alta burguesia procurou estabilizar as suas conquistas revolucionárias.

12.  (Puccamp-SP) No contexto da Revolução Francesa, a organização do governo revolucionário significou uma forte centralização do poder: o Comitê de Salvação Pública, eleito pela Convenção, passou a ser o efetivo órgão do Governo... Havia ainda o Comitê de Segurança Geral, que dirigia a polícia e a justiça, sendo que estava subordinado ao Tribunal Revolucionário, que tinha competência para punir, até a morte, todos os suspeitos de oposição ao regime. O conjunto de medidas de exceção adotadas pelo Governo Revolucionário deram margem a que essa fase da Revolução viesse a ser conhecida como:

A) os massacres de Setembro
B) o Período do Terror
C) o Grande Medo
D) o Período do Termidor
E) o Golpe do 18 Brumário

13.  (UERJ) “Nós, habitantes da paróquia de Longeley, abaixo-assinados, tendo-nos reunido em virtude das ordens do rei, dia 6 do presente mês de maio de 1789, resolvemos o que segue:

Pedimos que todos os privilégios sejam abolidos. Declaramos que se alguém merece ter privilégios e gozar de isenções, são estes, sem contradição, os habitantes do campo, pois são mais úteis ao Estado, porque seu trabalho o fazem viver.” (Caderno de Súplicas para os Estados Gerais).

Esta reivindicação dos camponeses franceses às vésperas da eclosão da Revolução Francesa traduzia um desejo comum aos demais membros do Terceiro Estado a saber:

A) a convocação dos Estados Gerais para dar soluções à crise financeira.

B) a formação de uma democracia rural, composta de camponeses autônomos.

C) a supressão de uma ordem social baseada no privilégio e na sociedade estamental.

D) o advento de uma sociedade igualitária com o estabelecimento do sufrágio universal.

E) a distinção da sociedade fundamental baseada na proposta de cidadãos ativos e cidadãos passivos.

FONTES:

Revisão de História. Editora Moderna. 2010.
UFRGS. Prova comentada. 2007.
VICENTINO, Cláudio. História Geral.  Editora Saraiva, 1997.

Um comentário: