Ocorreu um erro neste gadget

sábado, 26 de maio de 2012

IFBaiano lança dois editais com 176 vagas para a área de educação

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Baiano (IFBaiano) lançou dois editais que ofertam ao todo 176 oportunidades de níveis médio e superior. Os salários oferecidos variam de R$ 1.473 a R$ 6.350.

O primeiro edital oferece 80 vagas para técnicos administrativos em educação. Podem participar quem possui nível superior em biblioteconomia, engenharia civil, engenharia agrônoma, medicina, nutrição e pedagogia. Quem possui nível médio completo e experiência na área pode concorrer aos cargos de assistente de alunos, auxiliar de biblioteca, assistente em administração e técnico em tecnologia da informação, em agropecuária, em audiovisual, em contabilidade e em laboratório.

Já o segundo edital oferta 96 oportunidades para quem possui nível superior em administração, ciências agrárias, artes plásticas, biologia, filosofia, arquitetura, física, geografia, história, informática, inglês, libras, espanhol, matemática, música, química, sociologia, turismo e engenharia civil, elétrica, florestal, em segurança do trabalho e em agrimensura. Além das provas objetivas, os candidatos dessa seleção também serão submetidos à prova de desempenho didático e de títulos.

Todas as inscrições deverão ser realizadas pelo site www.saber.srv.br, até o dia 11 de junho. O valor da taxa de participação vai de R$ 30 a R$ 60. As provas objetivas deverão ser aplicadas para todos os concorrentes no dia 5 de agosto.

sexta-feira, 18 de maio de 2012

Reforma da Biblioteca Pública será concluída em julho


Um importante ponto de encontro, pesquisa e entretenimento para a população osoriense está sendo totalmente revitalizado. As obras de reforma da Biblioteca Pública Fernandes Bastos, localizada no centro do município de Osório, devem ficar prontas no mês de julho. Na manhã do último dia 8 de maio, a Secretária Municipal de Educação, Elaine Freitas, juntamente com assessores, esteve no local vistoriando o andamento da reforma que é realizada com recursos municipais é no valor de 174,4 mil reais.
 
Na vistoria, o grupo definiu as cores que irão compor os ambientes, as modificações para a inclusão de acessibilidade, através de uma plataforma elevatória, bem como a regularização da rede elétrica ao projeto ampliado. A Secretária de Educação Elaine Freitas destacou que a biblioteca vai oferecer um espaço totalmente remodelado à população. “A questão da acessibilidade será plenamente atendida com a plataforma elevatória e a entrada na biblioteca pela lateral do Largo e não mais na Rua Marechal Floriano”, disse Elaine.
 
O Museu Antropológico Leonel Mantovani que funcionava no 2º piso da biblioteca, irá para o conjunto de réplicas Vila da Serra e o no 2º andar será implantado um mini-auditório de cinema, uma Biblioteca Infantil, salas para reuniões de uso público e a implantação da Sala Verde. Já no 1º piso, permanecerá o acervo da biblioteca pública e a novidade serão os locais destinados aos camarins para o uso da Secretaria Municipal de Cultura nos eventos do Largo dos Estudantes Sônia Chemale.

Biblioteca do STJ tem acervo do jurista Caio Mário

A Biblioteca do Superior Tribunal de Justiça agora tem o acervo completo do jurista Caio Mário da Silva Pereira. “Um livro fechado é um coração que chora. Que os livros do professor Caio Mário estejam sempre abertos aqui na biblioteca do Superior Tribunal de Justiça. Esse é o meu desejo”, afirmou Ari Pargendler, presidente do Tribunal da Cidadania, na cerimônia de inauguração da coleção particular do jurista. A decisão de liberar os livros para maior biblioteca do país foi da família do renomado advogado.

Desde 2004, quando o jurista morreu, aos 90 anos, a família procurava honrar o pedido feito pelo próprio professor Caio Mário: doar a biblioteca pessoal para alguma instituição na qual ela fosse preservada e utilizada pelas futuras gerações. Após extensa pesquisa, os herdeiros decidiram doar todo o acervo à biblioteca do STJ, que, nas palavras do neto do advogado, Leonardo da Silva Pereira, abriga as melhores condições de manutenção e exposição para “os amados livros desse ledor impenitente por toda a vida.”

Em 2010, os termos de doação foram oficializados e, de lá para cá, todas as obras, que estavam guardadas em caixas de papelão, passaram por rigoroso processo de higienização. Os livros foram aspirados, restaurados, limpos e indexados para posterior disposição nas estantes da biblioteca. As obras raras e delicadas, no entanto, ficarão acondicionadas em uma sala especial, com acesso restrito.

A Biblioteca Ministro Oscar Saraiva contava, antes da doação da família de Caio Mário, contava com cerca de 170 mil obras jurídicas. Agora serão mais 4 mil livros, alguns deles bastante raros – dos séculos XVII e XVIII –, além de revistas e artigos deste grande autor mineiro, conhecido nacional e internacionalmente pelos estudos do Direito Civil. Sua obra mais conhecida, “Instituições do Direito Civil”, é um clássico dos manuais sobre o tema.

A cerimônia de entrega do acervo à população, que ocorreu na manhã de sexta-feira (11/5), na nova casa dos livros do professor Caio Mário, contou com a presença de vários ministros ativos e aposentados do STJ e do Supremo Tribunal Federal, além dos desembargadores convocados para o Tribunal: Laurita Vaz, Arnaldo Esteves Lima, Napoleão Nunes Maia Filho, Og Fernandes, Antonio Carlos Ferreira, Marco Aurélio Buzzi, Fernando Gonçalves, Paulo Távora, Cláudio Santos, Castro Filho, Vasco Della Giustina, Adilson Macabu, e Celso Limongi. O evento também trouxe ao STJ o advogado-geral da União, Luís Inácio Lucena Adams, e a responsável pela tradicional Editora Forense, Regina Bilac Pinto.

A solenidade foi acompanhada ainda pelos três filhos do professor, alguns netos e bisnetos. Caio Mário foi casado por mais de 60 anos com a prima Marina e teve quatro filhos, 13 netos e oito bisnetos. Na oportunidade, o presidente do STJ ofereceu uma placa em homenagem à família Silva Pereira, pelo nobre gesto de doação.

Tesouro
 
“As minhas palavras são de agradecimento à família de Caio Mário. Esse ato generoso é uma contribuição para o futuro do país. As novas gerações de operadores do direito têm um tesouro ao alcance da consulta pública”, enfatizou Pargendler. 

O ministro Carlos Mário Velloso, ex-presidente do STF, convidado pelo ministro Ari Pargendler para falar aos presentes sobre a convivência com Caio Mário – professor das Universidades Federais de Minas Gerais e do Rio de Janeiro –, comoveu a plateia com histórias do tempo em que foi aluno do civilista. “Caio Mário foi um notável mestre. Que didática magnífica. Apreendíamos aquelas lições e não esquecíamos mais. Caio Mário era um exímio e sábio conversador. Depois da aula, saíamos conversando. Era um homem que gostava de vinhos finos e tinha paixão pela liberdade”, disse Velloso.

Ao final da cerimônia, um dos netos de Caio Mário, o também advogado Leonardo, agradeceu em nome da família pelo “belíssimo” trabalho de restauração e disposição dos livros do avô. Tânia, filha do jurista, ajudada por Ari Pargendler, fez o desenlace da fita que abriu simbolicamente o universo particular do professor Caio Mário ao conhecimento de todos os brasileiros. Com informações da Assessoria de Imprensa do STJ.

Fonte: Consultor Jurídico

Exame de Seleção e Concurso Vestibular 2012/2: Inscrições abertas!

O IFRS Câmpus Porto Alegre comunica que no período de 14 de maio à 11 de junho estão abertas as inscrições para o Processo Seletivo 2012/2, para ingresso nos Cursos de Educação Profissional de Nível Técnico e nos Cursos de Educação de Nível Superior de Tecnologia e de Licenciatura, com início no segundo semestre de 2012.

Além da documentação disponível nos links abaixo, mais informações podem ser obtidas na COPESE através do telefone (51) 3930-6035, das 9h às 17h ou pelo e-mail copese@poa.ifrs.edu.br.

Acessa o site do IFRS.

Fiocruz organiza encontro nacional de pesquisa em ciência da informação

Com o tema “A informação na sociedade em rede para a inovação e o desenvolvimento humano”, a Fiocruz realizará, entre os dias 28 e 31/10, no Rio de Janeiro, o XIII Enancib – Encontro Nacional de Pesquisa em Ciência da Informação. O evento vai reunir pesquisadores, estudantes e professores de programas de pós-graduação de todo país.

O Encontro da Ancib – Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Ciência da Informação, é organizado pelo Programa de Pós-graduação em Comunicação e Informação em Saúde (PPGICS/Icict), e deve atrair 600 participantes, que se dividirão em 11 grupos de trabalho. A programação prevê a realização de duas plenárias – a de abertura do evento e a que encerrará o encontro, com a síntese dos trabalhos apresentados e suas conclusões.

O programa científico é baseado em apresentações orais e pôsteres, segmentados nos grupos de trabalho, coordenados por especialistas de Estudos Históricos e Epistemológicos da Ciência da Informação; Organização e Representação do Conhecimento; Mediação, Circulação e Apropriação da Informação; Gestão da Informação e do Conhecimento nas Organizações; Política e Economia da Informação; Informação, Educação e Trabalho; Produção e Comunicação da Informação em CT&I; Informação e Tecnologia; Museu, Patrimônio e Informação; Informação e Memória; e Informação e Saúde.

O tema do Encontro – “A informação na sociedade em rede para a inovação e o desenvolvimento humano” – é um importante objeto de estudo na área, bem como assunto de suma relevância para o exercício da comunicação na sociedade da informação. A discussão desse tema no XIII Enancib visa a estimular o debate para a proposição de políticas públicas de informação e inovação, promovendo a reflexão sobre ações que orientem a formação da sociedade. O tema resgata questões já abordadas em encontros anteriores, especialmente no XI ENANCIB, que discutiu “A inovação e inclusão social: questões contemporâneas da informação”.

O Enancib é voltado para professores, pesquisadores, profissionais (mestres e doutores) e estudantes de pós-graduação stricto sensu vinculados aos cursos e programas de pós-graduação em Ciência da Informação e em áreas afins, filiados à Ancib e aqueles que se dedicam à pesquisa científica em Ciência da Informação e em áreas afins.

Em sua décima terceira edição, o Enancib se firma com o maior evento acadêmico na área da Ciência da Informação e a cada ano atrai um público maior, cada vez mais interessado nos novos rumos dessa ciência.
 

quinta-feira, 17 de maio de 2012

Oficina NAE: Orientação profissional para universitários


Segue divulgação do Grupo de "ORIENTAÇÃO PROFISSIONAL PARA UNIVERSITÁRIOS", que será oferecido pelo Núcleo de Apoio ao Estudante (NAE), aos estudantes da UFRGS indecisos ou insatisfeitos com sua escolha de curso e que estejam cogitando um redirecionamento de carreira.



Será realizada uma entrevista de triagem com cada estudante interessado em participar do grupo (a ser agendada após a inscrição). O grupo possui duração de 7 horas e 30 minutos, distribuídas em 3 encontros de 2 horas e 30 minutos será realizado nos dias 14, 21 e 28/06, das 9h às 11h30, na sala 305 da ex-Escola Técnica (Rua Ramiro Barcelos, 2777 – atrás do Planetário).

O objetivo desse grupo é de facilitar a escolha profissional através de atividades de autoconhecimento e exploração das possibilidades de estudo e trabalho.

O grupo será composto por vivências e discussões em grupo.

As inscrições, que são gratuitas, devem ser feitas pelo site www.ufrgs.br/nae. As vagas são limitadas.

Oficina NAE: Estratégias de busca de trabalho e estágio

Segue divulgação da oficina de "ESTRATÉGIAS DE BUSCA DE TRABALHO E ESTÁGIO", que será oferecida pelo Núcleo de Apoio ao Estudante (NAE), aos estudantes de graduação e pós-graduação da UFRGS, no dia 30/05 (quarta-feira), das 9h30 às 12h, na sala 306 da ex-Escola Técnica (Rua Ramiro Barcelos, 2777 – atrás do Planetário).

O objetivo dessa oficina é de auxiliar os participantes a desenvolverem estratégias mais eficientes de busca de trabalho e estágio, estimulando a reflexão sobre o tema.

A oficina será composta por uma apresentação sobre diferentes formas de busca de trabalho e estágio, exercícios práticos e discussões em grupo.

As inscrições, que são gratuitas, devem ser feitas pelo site www.ufrgs.br/nae. As vagas são limitadas.

Oficina NAE : Gestão do tempo

Segue divulgação da oficina de "GESTÃO DO TEMPO" que será oferecida pelo Núcleo de Apoio ao Estudante (NAE) aos estudantes de graduação e pós-graduação da UFRGS, nos dias 28/05 e 04/06 (segundas-feiras), das 9h às 12h, na sala 304 da ex-Escola Técnica (Rua Ramiro Barcelos, 2777 – atrás do Planetário).

O objetivo dessa oficina é auxiliar os estudantes a identificarem a forma como se organizam para desempenhar suas atividades. Estimular a elaboração de estratégias mais eficientes de gestão do tempo.

A oficina, duração de 6h, será didida em 2 encontros de 3 horas e será composta por uma apresentação sobre o tema, por exercícios práticos e discussões em grupo.

As inscrições, que são gratuitas, devem ser feitas pelo site www.ufrgs.br/nae. As vagas são limitadas

segunda-feira, 14 de maio de 2012

MST luta pela desapropriação de área onde militantes contra a ditadura eram incinerados

Por José Coutinho Júnior - do Rio de Janeiro

“O local foi aprovado. O forno da usina era enorme. Ideal para transformar em cinzas qualquer vestígio humano. A usina passou, em contrapartida, a receber benefícios dos militares pelos bons serviços prestados. Era um período de dificuldade econômica e os usineiros da região estavam pendurados em dívidas. Mas o pessoal da Cambahyba, não. Eles tinham acesso fácil a financiamentos e outros benefícios que o Estado poderia prestar.” (Cláudio Guerra, ex-delegado do DOPS)

“A título de sugestão, optando pela retirada forçada, deve-se agir sem aviso prévio, compartimentada, mais cedo possível, despejando-se imediatamente, com o mínimo de diálogo, todos aqueles que estiverem nas construções, bem como os seus pertences, prendendo se necessário e na seqüência, destruir as casas.” (Adriano Dias Teixeira Amorim do Vale – Delegado Federal – Dezembro de 2005)

Em 1997, a área no município de Campos dos Goytacazes (RJ) onde as usinas de açúcar Cambahyba, Santa Maria, Carapebus e Quissamã se localizam, composta por sete fazendas que totalizam 3500 hectares, foi considerada improdutiva. Mas o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), com exceção de uma área de 550 hectares – que deu origem ao assentamento Via Lopes -, até hoje não foi capaz de realizar as desapropriações em toda a área, pois o Poder Judiciário acatou liminares dos proprietários.

sábado, 12 de maio de 2012

Depois de polêmica envolvendo seu cachê, Gabriel O Pensador apresenta música de resposta



O clima de indignação da comunidade de Bento Gonçalves, por conta do cachê oferecido ao patrono Gabriel O Pensador, parece ter caído no esquecimento. O músico e escritor esteve na cidade, nesta quarta-feira, para a abertura do evento literário e foi recebido com bastante calor humano.

Interagiu com a comunidade, deu inúmeros autógrafos, tirou fotos e até andou de skate numa pista ao lado do auditório onde discursaria minutos depois.

Na abertura da feira, o sorridente Gabriel falou sobre a polêmica envolvendo o cachê de R$ 169,3 mil oferecido pela prefeitura. No valor, estavam incluídos um show, que aconteceria no encerramento da feira, e a compra de 2 mil exemplares de livros de Gabriel. Ambas ações foram canceladas.

— Fiquei incomodado com esta polêmica toda, com a maneira como a história foi explorada. Fiz uma música, que seria uma resposta a isso tudo, mas acabou falando de mim, sobre gostar de escrever e tudo mais. Vamos lançar o videoclipe aqui. Essa feira já começou me inspirando, e espero que inspire a todos. É um prazer estar aqui — disse, antes de ser ovacionado por aplausos das cerca de 100 pessoas presentes.

Como respostas a todas as polêmicas, o cantor compôs uma música de protesto. Nós achamos muito massa, e vocês?

Fonte: Facool

terça-feira, 8 de maio de 2012

Envolvidos no massacre de Carajás têm prisão decretada

O Comandante da PM, Pantoja, e o Major Oliveira, foram condenados a 228 e 158 anos de prisão, respectivamente


Determinada, na manhã desta segunda-feira, a prisão dos dois únicos condenados pelo massacre em Eldorado dos Carajás, no Pará, que matou 19 trabalhadores sem-terra, durante uma ação da polícia militar (PM), em 1996. A ordem de prisão foi do juiz Edmar Pereira, da 1ª Vara do Tribunal do Júri do Tribunal de Justiça do Pará, contra os policiais militares coronel Mário Colares Pantoja e o major José Maria Pereira de Oliveira.
Pantoja era comandante da PM do Pará e foi condenado a 228 anos, e o major Oliveira, a 158 anos e 4 meses, em regime fechado. Ambos estavam em liberdade por força de habeas corpus do Supremo Tribunal Federal (STF). Em abril, o processo que os condenou transitou em julgado (fase em que não cabem mais recursos).
- Ele [Pantoja] vai se apresentar ainda hoje, estamos levando o coronel para o presídio onde ele vai se começar a cumprir a pena – afirmou o advogado Gustavo Pastor, que representa o coronel Pantoja. Segundo o defensor, o coronel deve chegar ao presídio especial para militares, Anastácia das Neves, por volta das 13h30 desta segunda.
A defesa do coronel Pantoja afirma que vai apresentar ao STJ uma petição para que seja julgada uma nulidade no júri que o condenou a mais de 200 anos de prisão. “Existe outro habeas corpus no STJ. O juiz da época não fundamentou as qualificadoras do crime. A gente pensa que isso anula todo o processo e remete a novo júri popular”, completou. “Ele [Pantoja] está bem abalado, porque uma notícia não se recebe feliz, mas está muito tranquilo no habeas corpus no STJ”.
Para o coordenador do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) no Pará, Ulisses Manaças, trata-se de um caso emblemático que precisa de punição.
- O MST está entusiasmado com a decisão judicial. Mesmo sendo um fato antigo, o massacre é emblemático para o MST e para os direitos humanos – falou Ulisses Manaças, que relaciona a prisão a uma mudança em relação à impunidade no campo.
- Por mais que você tenha um quadro que demonstra a dificuldade do Judiciário em atuar, isso dá forças para você ter uma mudança de comportamento que fortalece a luta por justiça e direitos humanos – avaliou.
O massacre de Eldorado dos Carajás aconteceu em 17 de abril, no município que deu nome ao massacre, no sul paraense. Cerca de 1,5 mil sem-terra acampavam na região e fizeram uma marcha em protesto contra a demora da desapropriação de terras na rodovia PA-150. Para retirar os militantes, 155 PMs foram enviados e acabaram fazendo uso da força, chegando a atirar contra os manifestantes.

segunda-feira, 7 de maio de 2012

Editora Unesp lança 44 novos livros digitais para download gratuito

A Pró-Reitoria de Pós-Graduação (Propg) e a Editora da Universidade Estadual Paulista (Unesp) lançarão, no dia 9 de maio de 2012, 44 novos livros virtuais gratuitos integrantes do selo Cultura Acadêmica e da Coleção Propg Digital, que oferece obras inéditas para download. Clique aqui para acessar. A coleção teve sua primeira fase em 2010, quando foram lançadas 44 obras. Em 2011, foram publicados mais 50 novos títulos. A meta do projeto é publicar mil títulos até 2020.

De acordo com a Unesp, de fevereiro de 2011 a fevereiro de 2012 foram contabilizados 84 mil downloads das obras, dos quais a maior parte foi feita por leitores com formação universitária, sendo 30% com mestrado ou doutorado.

Os 44 novos livros e parte dos 94 que já integravam a coleção também podem ser adquiridos por impressão, sob demanda.


Escritos por docentes, mestres e doutores ligados à Unesp, os livros são resultados de pesquisas sobre diversos temas. No conjunto das 44 novas obras há títulos de áreas como sociologia, política, comunicação, psicologia, geografia e literatura.


O lançamento dos 44 novos títulos será realizado a partir das 9 horas na sede da Unesp, em São Paulo, após a realização de uma mesa de abertura, que contará com a participação de representantes da Unesp e da editora da universidade paulista.


Após o evento, o público terá acesso aos livros por meio de e-books, contendo a versão integral das obras lançadas, que estarão à disposição dos participantes.


Ao longo do dia 9 de maio, os autores concederão entrevistas individuais transmitidas ao vivo na internet, no endereço
www.unesp.br/tv. As entrevistas terão duração de 15 minutos cada e serão divididas em dois blocos: o primeiro será realizado das 11h30 às 12h30 e o segundo, das 14 às 17 horas.

A
Editora Unesp está localizada na Praça da Sé, nº 108, no Centro de São Paulo. O evento de lançamento da Coleção Propg Digital será realizado no 7º andar. Não é necessário se inscrever para participar.

Os livros da Coleção Propg Digital podem ser acessados em
www.culturaacademica.com.br.
FONTE: Agência Fapesp, Telefone: (11) 3838-4000
E-mail: agencia@fapesp.br

Projeto Almanaque é levado para três escolas da Capital

A Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, por meio da Biblioteca Pública Estadual Dr. Isaías Paim, em parceria com a Universidade Católica Dom Bosco (UCDB), realiza entre os dias 7 e 11 de maio na Escola Estadual Padre Franco Delbiano o Projeto Almanaque, que se propõe a incentivar a leitura em crianças e adolescentes através de ações lúdicas.

O projeto se estende ainda de 21 a 25 de maio na Escola Municipal Professor Araçuay de Castro e de 28 de maio a 1º de junho na Escola Municipal Sulivan Silvestre Oliveira, sempre no período matutino.

O projeto Almanaque é um projeto dedicado ao incentivo à leitura e escrita de crianças e jovens. O projeto existe há 12 anos e com o passar do tempo aperfeiçoou suas atividades. No início, desenvolviam-se atividades somente com histórias em quadrinhos, mas percebendo a grande necessidade de se incentivar o prazer da leitura em sua totalidade, ampliou seu âmbito de trabalho.

Hoje, o Almanaque estimula o prazer pela leitura e pela escrita por intermédio das mais variadas tipologias textuais e por meio de jogos e atividades pedagógicas atrativas e dinâmicas.

As atividades são realizadas por acadêmicos extensionistas de diversos cursos da Universidade Católica Dom Bosco, que desenvolvem ao longo do ano temas ligados a sua área da graduação. Com o uso de música, jogos, dinâmicas, dramatizações, contação de histórias, teatro de fantoches, dentre outros, realizam-se visitas a escolas da rede pública e particular da Capital.

O projeto recebe visitas de escolas e instituições em três núcleos fixos do projeto: Biblioteca Pública Estadual Dr. Isaías Paim da Fundação de Cultura, Casa Dom Bosco e Sala de Leitura do Horto Florestal, em parceria com a Fundação Municipal de Cultura. Os materiais são produzidos pelos próprios acadêmicos extensionistas e as atividades são realizadas sob a supervisão de professores orientadores que acompanham todo o processo de elaboração do projeto que vai desde o planejamento até a execução dos trabalhos.

“O projeto com sua iniciativa vem ao longo dos anos conquistando novos leitores, por meio de sua dinamização junto as crianças e adolescentes, levando o incentivo a leitura de uma maneira prazerosa, estimulando a curiosidade mediante os temas das literaturas trabalhadas”, explica Juciene da Rocha Arruda, coordenadora da Biblioteca Isaías Paim.

A cada ano o projeto trabalha um tema diferenciado. Ano passado a literatura de cordel foi amplamente divulgada. Neste ano o projeto Almanaque trabalhará o tema da inclusão social nas redes de ensino, enfocando a importância da conscientização e aceitação dos portadores de necessidades especiais junto à comunidade escolar.

“O Almanaque apresentará um pouco do novo quotidiano dos professores nas salas de aulas e destaca a consciência cidadã ao trabalhar valores e atitudes perante pessoas com necessidades especiais. Acreditamos que acessibilidade também é condição de acesso à informação, comunicação e a qualquer espaço social”, enfoca Angela Catonio, coordenadora do projeto.

Para levar o projeto às escolas é necessário fazer agendamento prévio pelo telefone (67) 3312-3760 – Programa de Educação e Diversidade – PED.

Serviço: A Biblioteca Pública Estadual Dr. Isaías Paim fica no segundo andar do Memorial da Cultura, na Avenida Fernando Corrêa da Costa, 559, e funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h30 horas.

No local estão disponíveis à sociedade cerca de 35.000 títulos para empréstimo e/ou consulta. Para se associar à Biblioteca Pública Estadual é necessário um comprovante de residência, uma foto 3x4, um documento de identidade. Mais informações nos telefones: 3316-9161 e (67) 3316-9175.

Fonte: MS Notícias 

Prorrogado prazo: inscrições de estagiários do Poder Judiciário

Em razão da grande procura, o prazo para as inscrições do processo seletivo de estagiário no Poder Judiciário nas áreas de Administração, Biblioteconomia, Ciências Contábeis, Comunicação Social: Jornalismo, Comunicação Social: Publicidade e Propaganda, Pedagogia, Psicologia e Serviço Social foi prorrogado para o dia 10 de maio. 
 
Podem participar alunos regularmente matriculados em instituições de ensino públicas ou particulares, do primeiro ao antepenúltimo semestre. As inscrições devem ser realizadas somente pela internet, no portal www.tjms.jus.br,  por meio de formulário de inscrição próprio e pagamento de R$ 20 na rede bancária autorizada, impreterivelmente até o dia 11 de maio. 

O processo seletivo será realizado por meio de prova objetiva, com 10 questões de Língua Portuguesa e 26 de conhecimento específico na área de graduação do inscrito. O local e o horário das provas serão divulgados no site do Tribunal de Justiça e aos portadores de deficiência serão reservados 10% do total de vagas a serem preenchidas.
 
A convocação dos aprovados será realizada no interesse da Administração, com a devida comunicação ao candidato, por “e-mail”, e divulgação no portal do Tribunal de Justiça, no tópico “Convocações”. O candidato que não se manifestar formalmente dois dias após a convocação, ou não comparecer ao local indicado no e-mail será automaticamente excluído do processo seletivo.
 
O estágio terá duração de um ano, com jornada de cinco horas diárias, de segunda a sexta-feira. O estagiário receberá uma bolsa-auxílio mensal e auxílio-transporte, em valor estabelecido pela Administração do Tribunal de Justiça. O período de  estágio poderá ser prorrogado uma única vez, por igual período, excetuada a situação do portador de deficiência, na forma da lei.
 
O conteúdo programático e os documentos necessários para credenciamento do estagiário aprovado no processo seletivo estão no Edital, publicado no Diário da Justiça do dia 10 de abril.
 

Viegas recusa encerramento de bibliotecas públicas


O secretário de Estado da Cultura, Francisco José Viegas, comprometeu-se hoje a não permitir o encerramento de bibliotecas da rede nacional pública, apesar da crise financeira actual, considerando que tal seria uma "derrota insuportável" para o país.
"Temos consciência de que não estamos em condições de investir em grandes equipamentos, mas nenhuma das bibliotecas actuais poderá fechar portas. Isso seria uma derrota insuportável e um retrocesso civilizacional", afirmou Francisco José Viegas no 13.º encontro da Rede Nacional de Bibliotecas Públicas, que decorre até sábado no Centro de Congressos do Estoril, em Cascais. 

O secretário de Estado prometeu ainda "tentar recuperar o tempo perdido" e admitiu que é preciso alterar os protocolos estabelecidos entre a administração central e o poder local.
"Os municípios não podem deixar de investir nas bibliotecas. Boa parte deles cumpre um serviço notável que não podemos deixar de valorizar", sustentou.

Apesar da crise, que "impede investimentos necessários", Francisco José Viegas defendeu que o papel das bibliotecas públicas precisa ser reforçado e, segundo disse, isso passa pela adaptação aos novos tempos, nomeadamente à plataforma digital.

"Todos nós sabemos que é necessário procurar novos caminhos e novas formas de cativar as gerações perdidas, ou ainda não encontradas, de leitores. Precisam de estar preparadas para os novos tempos, para uma nova geração mais exigente, para as plataformas digitais", frisou.

Perante o desafio, o director geral do Livro e das Bibliotecas, José Manuel Cortês, afirmou que já está a ser feito um esforço de adaptação muito grande ao mundo digital.
Além da evolução tecnológica, o responsável apontou ainda as acentuadas assimetrias regionais, verificadas nos últimos anos, como um factor que dificulta a integração das bibliotecas nas comunidades.

"Estas situações têm preocupado de forma crítica os agentes promotores da leitura, obrigando a estratégias diversificadas para captação de leitores. São precisas soluções organizativas a nível regional para as dinâmicas demográficas", afirmou José Manuel Cortês.

O 13º encontro da Rede Nacional de Bibliotecas Públicas visa debater o cenário actual das bibliotecas e discutir opções de futuro.

domingo, 6 de maio de 2012

Obra infantil "A Maior Flor do Mundo" inspira sessão de contadores de histórias na Moita


No âmbito do projeto “Oficina Saramago”, nos dias 5 e 19 de maio, pelas 11:00h, a Biblioteca Municipal Bento de Jesus Caraça, na Moita, vai receber uma Sessão de Contadores de Histórias com base na obra “A Maior Flor do Mundo”, de José Saramago, pela Arte Viva – Companhia de Teatro do Barreiro. “As histórias para crianças devem ser escritas com palavras muito simples, porque as crianças sendo pequenas, sabem poucas palavras e não gostam de usá-las complicadas… E se as histórias para crianças passassem a ser de leitura obrigatória para os adultos? Seriam eles capazes de aprender realmente o que há tanto tempo têm andado a ensinar?”, refere José Saramago em “A Maior Flor do Mundo”. 

Esta sessão é dirigida a crianças e famílias. Não perca.

quarta-feira, 2 de maio de 2012

Vaga para estágio de Biblioteconomia

A Flight Escola de Aviação seleciona estudante de Biblioteconomia, a partir do 4º semestre.
 
Requisitos:
* perfil proativo e dinâmico, boa comunicação;
* conhecimento de sistemas de informação automatizados, processamento técnico e rotinas de biblioteca;
* experiência com catalogação/classificação/indexação e atendimento a usuários;
* preferível inglês intermediário.
 
30h/semana, de segunda à sexta, pela tarde/noite, com horário a combinar, mas é fundamental poder ficar até pelo menos às 20h 30min.
 
Benefícios: bolsa de R$600,00 + VT 
 
Transporte público que atendem a região: T5, T11, 705 Indústrias, linhas da Sertório e Farrapos e estação Farrapos/IPA do Trensurb.
Interessados enviar currículo para: bibliotecaflight@gmail.com .
 
Flight Escola de Aviação

terça-feira, 1 de maio de 2012

Pessoa em todas as bibliotecas escolares portuguesas


José Paulo Cavalcanti esteve em Lisboa para apresentar o livro Fotografia © Nuno Pinto Fernandes/ Global Imagens


A Porto Editora e o autor José Paulo Cavalcanti Filho vão oferecer, esta semana, 650 exemplares do livro 'Fernando Pessoa - Uma quase-autobiografia' a escolas e colégios do ensino secundário de todo o país.

O objetivo é o apetrechamento das respetivas bibliotecas escolares. A ideia partiu do próprio autor e foi acolhida com entusiasmo pela Porto Editora.  

O escritor disse ao DN ter "abdicado dos seus direitos de autor para poder fazer esta oferta às escolas portuguesas". 

José Paulo Cavalcanti Filho foi ministro da Justiça do governo de José Sarney e actualmente é advogado em Pernambuco. Esta obra sobre o poeta português é o resultado de cerca de oito anos de trabalho de investigação.



Fonte: DN Portugal

Brasília terá Biblioteca Digital

Em breve os brasilienses terão direito ao uso da tecnologia para estudar, por meio da Biblioteca Digital. Os estudantes e pesquisadores poderão encontrar em um único site, os mais diversos títulos de livros, teses, dissertações, fotos e filmes. A implantação da plataforma está prevista no Decreto nª 33.634, divulgado esta semana no Diário Oficial do DF.

A biblioteca será coordenada pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação, que também fará a manutenção e inclusão de conteúdo. O projeto conta com suporte técnico e operacional do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia, do Ministério da Ciência e Tecnologia, por meio de acordo de cooperação técnica. A expectativa é de que a plataforma esteja disponível até o fim de junho.  O subsecretário de Políticas de Modernização, Gustavo Brum, que responde interinamente pela secretaria, afirma que a criação da plataforma está entre os projetos prioritários da pasta.

MPOG autoriza 44 vagas para a Fundação Biblioteca Nacional

O Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão autorizou 44 vagas para a Fundação Biblioteca Nacional. As informações estão no Diário Oficial da União desta segunda-feira (página 80, seção 1).

De acordo com o edital publicado, as oportunidades serão as de assistente administrativo, assistente técnico administrativo e auxiliar de documentação. Os novos profissionais irão substituir o quadro de trabalhadores terceirizados existentes atualmente na Fundação Biblioteca Nacional. Além disso, poderão surgir contratações decorrentes da existência de vagas na data da nomeação e de acordo, também, com a despesa adequada à Lei Orçamentária Anual, além da compatibilidade com a Lei de Diretrizes Orçamentárias.

O edital de abertura do certame será publicado em até seis meses, contados a partir da data em que esta autorização foi divulgada. 

Fonte: Correio Web