Ocorreu um erro neste gadget

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Trabalhadores de fábricas terão “minibibliotecas” em Diadema

Projeto inédito, parceria entre o Ministério da Cultura e a Prefeitura de Diadema, implantará Pontos de Leitura, levando livros e mediadores de leitura a dez indústrias da região e beneficiando mais de 20 mil pessoas. Cidade receberá investimento de R$ 1,3 milhão do Programa Mais Cultura
 

O chão da fábrica não será mais o mesmo em Diadema. Dez indústrias da cidade receberão Pontos de Leitura – espécie de “minibibliotecas”, em que o acesso ao livro é direto, em estantes baixas, com pufs nos quais o funcionário pode se sentar e apreciar a obra, além de levá-la para casa.
O projeto “Ponto de Leitura nas Fábricas” é uma iniciativa inédita, em parceria com o Ministério da Cultura e a Prefeitura de Diadema. Foram investidos R$ 200 mil para a instalação dos Pontos de Leitura. Outro R$ 1,13 milhão foi anunciado para a modernização de 11 bibliotecas, criação de 11 Cines Mais Cultura e seleção e formação de 50 agentes de leitura.
Os investimentos fazem parte de convênios entre o Programa Mais Cultura e o município, que receberá os recursos do Ministério da Cultura – R$ 908 mil – e terá de dar uma contrapartida de R$ 227 mil. Os recursos foram anunciados no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC – Subsede Diadema, no dia 11 de junho, pelo prefeito, Mário Wilson Pedreira Reali, e pelo diretor de Livro, Leitura e Literatura do Ministério da Cultura, Fabiano dos Santos Piúba. “Os investimentos do programa Mais Cultura potencializam as ações de acesso ao livro e a formação leitora na perspectiva da construção de uma cidade de leitores”, diz Piúba.

Fonte da imagem: Google imagens
Leia mais em: Mais Cultura

Nenhum comentário:

Postar um comentário