Ocorreu um erro neste gadget

quinta-feira, 1 de março de 2012

No mês de início do ano letivo, a Sala Redenção exibe obras contemporâneas do cinema francês

Foto: site da UFRGS

Para abrir o ano letivo, a Sala Redenção dedica o mês de março ao ciclo Vertentes do Cinema Francês. A mostra traz dez filmes assinados por diretores que se encontram hoje em plena produção, começando esta tarde com a exibição de “Em Paris”, de Christophe Honoré, às 16 horas, e “Canções de Amor”, do mesmo diretor, às 19 horas.


O ciclo apresentará filmes produzidos nos últimos doze anos por cineastas herdeiros daqueles que fundaram o cinema moderno na França com a nouvelle vague. Começando com quatro longas de Christophe Honoré, diretor adepto de uma cinematografia melancólica e ao mesmo tempo marcada pela paixão e vitalidade, a mostra exibirá também obras de Agnès Jaoui, François Ozon, Philippe Claudel, Cedric Klapisch, Claude Miller, Jacques Audiard, Philippe Lioret, Julie Gavras e Sylvie Verheyde.


Os filmes que compõem a mostra apresentam questões tabu da história da Europa – em especial da França –, como tensões étnicas, imigração, dominação política e relações familiares conturbadas, entre outros. Os temas são tratados de forma séria e sutil ao mesmo tempo por meio do trabalho dos cineastas, mostrando a qualidade que o cinema francês segue conferindo à sétima arte.


A programação completa do ciclo, que permanece em cartaz até dia 30 de março, pode ser acessada na página do Departamento de Difusão Cultural. O projeto tem curadoria e coordenação de Tânia Cardoso, do DDC, e apoio do Centro de Entretenimento E o Vídeo Levou.


Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail tania.cardoso@difusaocultural.ufrgs.br ou pelo número (51) 3308 3933.

Fonte: UFRGS site

Nenhum comentário:

Postar um comentário