Ocorreu um erro neste gadget

segunda-feira, 7 de maio de 2012

Prorrogado prazo: inscrições de estagiários do Poder Judiciário

Em razão da grande procura, o prazo para as inscrições do processo seletivo de estagiário no Poder Judiciário nas áreas de Administração, Biblioteconomia, Ciências Contábeis, Comunicação Social: Jornalismo, Comunicação Social: Publicidade e Propaganda, Pedagogia, Psicologia e Serviço Social foi prorrogado para o dia 10 de maio. 
 
Podem participar alunos regularmente matriculados em instituições de ensino públicas ou particulares, do primeiro ao antepenúltimo semestre. As inscrições devem ser realizadas somente pela internet, no portal www.tjms.jus.br,  por meio de formulário de inscrição próprio e pagamento de R$ 20 na rede bancária autorizada, impreterivelmente até o dia 11 de maio. 

O processo seletivo será realizado por meio de prova objetiva, com 10 questões de Língua Portuguesa e 26 de conhecimento específico na área de graduação do inscrito. O local e o horário das provas serão divulgados no site do Tribunal de Justiça e aos portadores de deficiência serão reservados 10% do total de vagas a serem preenchidas.
 
A convocação dos aprovados será realizada no interesse da Administração, com a devida comunicação ao candidato, por “e-mail”, e divulgação no portal do Tribunal de Justiça, no tópico “Convocações”. O candidato que não se manifestar formalmente dois dias após a convocação, ou não comparecer ao local indicado no e-mail será automaticamente excluído do processo seletivo.
 
O estágio terá duração de um ano, com jornada de cinco horas diárias, de segunda a sexta-feira. O estagiário receberá uma bolsa-auxílio mensal e auxílio-transporte, em valor estabelecido pela Administração do Tribunal de Justiça. O período de  estágio poderá ser prorrogado uma única vez, por igual período, excetuada a situação do portador de deficiência, na forma da lei.
 
O conteúdo programático e os documentos necessários para credenciamento do estagiário aprovado no processo seletivo estão no Edital, publicado no Diário da Justiça do dia 10 de abril.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário