Ocorreu um erro neste gadget

quinta-feira, 26 de maio de 2011

Biblioteca escolar ajuda na formação do aluno

Pesquisa que avaliou o que importa para o aprendizado escolar, mostra que a leitura é um dos recursos pedagógicos importantes no ensino



De acordo com estudo, a biblioteca é considerada um dos fatores mais importantes para a qualidade de uma escola


O Instituto Ayrton Senna e o movimento Todos Pela Educação (parceiro institucional do Projeto Vamos Ler) lançaram no dia 28 de abril, Dia da Educação, o projeto ‘Caminhos para melhorar o aprendizado’. Resultado de uma extensa análise coordenada pelo pesquisador Ricardo Paes de Barros, o trabalho conta com um site que apresenta as principais conclusões de 165 estudos nacionais e internacionais com base empírica e tratamento estatístico sobre os impactos de políticas de Educação no aprendizado dos alunos.
Um desses estudos, dentro do tópico ‘O que importa para o aprendizado escolar’, abordou os recursos pedagógicos da escola. A Biblioteca Escolar apareceu em primeiro lugar na pesquisa.

De acordo com texto de Barros, tradicionalmente, a biblioteca é considerada um dos insumos mais importantes na definição da qualidade de uma escola. Seu impacto, no entanto, depende de uma série de fatores, como a qualidade do acervo e a frequência com que a comunidade escolar recorre a ele.
Análises transversais, que comparam a média de aprendizado de escolas com e sem biblioteca em um determinado momento, revelam que os alunos com acesso ao espaço tendem a apresentar proficiência mais elevada. Por outro lado, análises mais confiáveis, baseadas em estudos longitudinais, mostram um impacto direto não significativo estatisticamente.

Vale ressaltar que o fato de o impacto depender do grau de utilização não significa que só se beneficiam da biblioteca os alunos que a utilizam. Na verdade, as bibliotecas tendem a ter seu impacto propagado por toda a comunidade escolar.
Outras pesquisas mostram que a biblioteca escolar não tem impacto mais relevante sobre crianças de famílias socioeconomicamente menos favorecidas que, em princípio têm menos acesso a livros em casa. A evidência disponível, embora seja esparsa, indica o contrário: o impacto é maior entre os estudantes menos vulneráveis, seja porque seu ambiente familiar lhes garante outros recursos que, combinados à biblioteca, promove um maior aprendizado.

Em suma, o texto aponta que não basta que a escola tenha biblioteca. É importante que pais e demais membros da comunidade escolar incentivem as crianças a utilizá-la mais intensamente.
Às escolas, cabe estabelecer rotinas e práticas de utilização das bibliotecas com estratégias voltadas ao aprendizado dos alunos. Às Secretarias de Educação, cabe estabelecer padrões, investir na qualidade do acervo e implementar políticas de utilização das bibliotecas escolares já existentes, incentivando seu uso pelos alunos durante o horário regular e em turno expandido, ou mesmo abrindo as suas portas para a comunidade em horários alternativos.

Fonte: Caminhos para melhorar o Aprendizado / O que importa para o aprendizado escolar (www.paramelhoraroaprendizado.org.br)

DIRETO DA ESCOLA

O bem mais precioso
Por Marcel Diogo

A água é o líquido mais importante que existe, sem ela nenhum ser sobrevive, porém apenas uma pequena quantidade é potável.
Hoje, nossos rios estão muito poluídos, cheios de lixo, como: eletrodomésticos, móveis e outros entulhos, além de abrigar redes de esgoto. Com isso, a água fica com grande excesso de bactérias e isso faz com que ela fique sem oxigênio e sem vida.
Os rios mais poluídos são encontrados, principalmente, nas cidades grandes, é o caso do Rio Tietê, que tem a sua nascente limpa, mas quando chega na cidade de São Paulo recebe uma grande quantidade de sujeira, entulho, e se torna um rio de lixo.

A água também é muito mal distribuída. Muitas pessoas pegam água de rios poluídos e de poços a céu aberto. O que elas não sabem é que correm riscos de contrair muitas doenças, enquanto outras pessoas não valorizam a água que têm.
Algumas ideias simples, mas importantes, podem fazer a diferença, como lavar calçados com a água da máquina de lavar, tomar banhos rápidos, entre outras medidas.
Temos que valorizar mais este líquido vital que é a água. As atitudes que tivermos agora, vão refletir no futuro das próximas gerações.
Marcel é aluno do 8º Ano ‘B’, da Escola Estadual Nossa Senhora das Graças (Irati).

O bullying
Por Vitor Gabriel Lopes Carvalho

Bullying é uma atitude muito feia, ofende as pessoas e sempre acaba em confusão.
Famílias deixam o assunto de lado, e o bullying continua. Daí a criança se estoura e começa a chorar. Então a mãe percebe e pergunta o que está acontecendo, mas o filho não conta porque tem medo do colega que fez aquilo uma vez e poderia muito bem fazer novamente.

Na minha opinião, isso mexe com o psicológico de pessoas que sofrem a agressão e afeta o desenvolvimento, o estudo e o crescimento, então eu não gosto desse tipo de pessoa abusando dos outros amigos, achando que é bonito, pensando que é ‘o tal que manda no pedaço’, pensa que é o comandante da sala e da escola. Eu não gosto nem um pouco, porque quem faz isso se chama mal educado e mal amado. Esse tipo de pessoa, no mínimo, deveria se tratar, porque se chega ao ponto de tomar uma atitude de marginal, isso não é uma criança normal. Os pais devem castigar o filho e a escola deve dar suspensão. O filho dever vir de casa educado, os professores não são pagos para aguentar abuso e falta de educação. Existe aluno descarado que fica maltratando os colegas. Por mim, isso não existiria.
Vitor é aluno do 6º Ano ‘C’, do Colégio Estadual Santa Maria (Ponta Grossa)

TECNOLOGIAS NA ESCOLA
WebQuest

A WebQuest (busca na web) é uma atividade investigativa em que alguma, ou toda a informação com que os alunos interagem, provém da internet. Seu conceito foi criado em 1995 por Bernie Dodge, professor da Universidade Estadual da Califórnia (Estados Unidos). É uma metodologia que vem sendo estudada e desenvolvida há mais de 20 anos com o objetivo de modernizar os modos de fazer educação e promover o intercâmbio pedagógico. Uma ferramenta fácil de utilizar e que oferece recursos para a elaboração de projetos interdisciplinares. A WQ estimula a pesquisa, o que faz com que o aluno busque mais, leia os textos encontrados na web, e não apenas acesse o primeiro link disponibilizado nos sites de busca, copie e cole em seu trabalho. A WQ exige interação, trabalho em equipe, e promove a construção coletiva do conhecimento. O debate, após a pesquisa, forma conceitos e permite a troca de saberes. Com a WQ o professor vai conseguir orientar o uso adequado da internet.

Um comentário:

  1. Como se precisassem de pesquisas desse tipo para ver que a Leitura pode transformar realidades adversas...
    Somente profissionais desinteressados e Diretores de escola empenhados em 'campanhas para arrecadar recursos de alunos' não veem o óbvio: alunos que leem mais são mais bem preparados e pró-ativos.

    ResponderExcluir