Ocorreu um erro neste gadget

quarta-feira, 20 de abril de 2011

IBGE: desemprego no Brasil tem leve alta em março, a 6,5%

19/4/2011 12:11,  Por Redação - do Rio de Janeiro

O desemprego é um fantasma que ainda persegue milhões de brasileiros


O desemprego em seis regiões metropolitanas do País subiu para 6,5% em março, ante 6,4% em fevereiro, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta terça-feira. Com relação ao mesmo mês do ano passado houve recuo de 1,1%. É a menor taxa de desemprego para o mês de março desde 2002.
Os desempregados somaram 1,5 milhão em março, o mesmo valor do mês anterior, e 14% a menos na comparação com o mesmo período do ano passado. A população empregada representou 53,3%, totalizando 22,3 milhões, também o mesmo valor em fevereiro e alta de 2,4% em relação a março de 2010. Na comparação mensal, a maioria das áreas de atividade manteve-se estável com relação ao número de empregados. Apenas Serviços Domésticos registrou uma elevação de 4,1%.
O rendimento médio real dos empregados atingiu R$ 1.577, o maior valor para o mês de março desde 2002 – uma alta de 0,5% sobre fevereiro e de 3,8% ante o mesmo período do ano passado. A área Indústria extrativa, de transformação e distribuição de eletricidade, gás e água foi a que mais apresentou aumento no rendimento médio real dos trabalhadores, alta de 9,3% ante o mês anterior, atingindo R$ 1.644,30.
A ocupação de Militares e funcionários públicos registrou a maior alta do rendimento médio real, 7,9% em março ante o mesmo mês em 2010. O valor chegou a R$ 2.802,90. A taxa de desemprego é medida mensalmente pelo IBGE.

Nenhum comentário:

Postar um comentário