Ocorreu um erro neste gadget

quinta-feira, 30 de junho de 2011

Feira Literária Internacional de Tocantins terá programação diversificada


Foram divulgadas nesta quinta-feira, 30, durante coletiva à imprensa realizada na sede da Seduc, todas as principais atrações, a identidade visual e o conceito desta primeira edição da Flit, a Feira Literária Internacional do Tocantins. Estão previstas centenas de atrações. A Flit usará todo o espaço da Praça dos Girassóis, onde se localizam as sedes dos poderes legislativo, judiciário e executivo do Tocantins. O local possui amplos espaços para o lazer e monumentos históricos. Cerca de 280 eventos acontecerão simultaneamente em diversos pontos da praça, com palestras, show, oficinas, debates, filmes, lançamentos de livros, exposições e apresentações artísticas.

Essas atividades acontecerão em diversos espaços, como: Salão do Livro; Estação Jovem Campeão; Estação Cordel; Estação Multicultural; Cinema; Circuito Gastronômico; Festival de Folguedos; Circo; Sebo; Parque de Diversões. A programação compreende 22 palestras nacionais, 14 nacionais, 20 atrações no espaço cordel, 9 peças teatrais (infantis, adultas e circenses), 10 shows musicais e 59 lançamentos literários regionais, 12 nacionais e 1 internacional.

Dentre os palestrantes participantes desta edição da Flit estarão Amyr Klik, Rui Castro, Guilherme Fiuza, além dos escritores internacionais Leonora Miano, da França, Carmem Ollé e Miguel Souza Tavares, de Portugal. No Espaço Cordel, participam cordelistas e repentistas como Manoel Monteiro, Mestre Azulão, Miguel Bezerra, Geraldo Amâncio e Moacir Laurentino. Entre as peças teatrais, destaca-se a “Viver em Tempos Mortos”, da atriz Fernanda Montenegro, que também dará uma palestra durante a Flit.
Na Concha Acústica, grandes shows durante todas as noites com as apresentações de Seu Jorge, Nando reis, Martinália, Régis Danese, Marina Lima, Balé Bolshoi, Chico César, Lenine, Orquestra Sinfônica de Brasília e o show regional de Maria Eugênia, Juraíldes, Braguinha e Taís Guerido.

Ainda durante a Flit, o visitante poderá conferir as exposições Amazônia, Compadre de Ogum, Rio de Machado e Visões de Emília. Uma carreta trará ainda o projeto Lona da Ciência com experimentos interativos, jogos lúdicos e planetário inflável. A Unesco fará ainda a exposição de um projeto de pesquisa sobre o Continente Africano que culminou com a coletânea “História Geral da África”, que será lançada na Feira. No dia 03 de agosto, no encerramento da Flit, quem encantará a todos são milhares de alunos, que juntos foram o Coral Mil Vozes do Tocantins. O acesso a todos os espaços é gratuito.

Estrutura
Tendas climatizadas abrigarão os estandes do Salão do Livro, composto por 55 estandes para comercialização de livros, Café Literário, lanchonetes e auditório principal, com capacidade para mil lugares. Os grandes shows musicais serão realizados na Concha Acústica, que será montada no lado norte do Palácio Araguaia, permitindo o acesso livre do público.

Homenageados
Três escritores serão homenageados pela FLIT: Marie Curie, homenageada internacional; Augusto dos Anjos, como escritor nacional; e Juarez Moreira Filho, como homenageado regional.

Editais
Durante a coletiva, foram apresentados os resultados dos editais publicados pela Seduc para aquisição de livros dos escritores tocantinenses, que teve 87 inscrições, e para aquisição de estandes para comercialização de livros, com 40 empresas selecionadas.

“Uma de nossa metas é tornar a Flit um evento auto sustentável. Nesta edição, por exemplo, conseguiremos arrecadar mais de R$ 300 mil só com a venda dos estandes de livrarias. O custo total de realização do evento, também é menor, deve girar em torno de R$ 5 milhões”, explicou o secretário de Educação, Danilo de Melo.

Festa
Os estudantes tocantinenses terão seu espaço de expressão artística garantido. O Festa – Festival de Artes Tocantinenses será promovido dentro do Espaço Jovem Campeão. A expectativa é que mais de 1.100 alunos de escolas estaduais, municipais e particulares apresentem seus talentos em cinco categorias: música, dança, artes visuais, poesia/oratória e teatro. Os participantes, que disputarão premiações, serão divididos em três categorias, sendo elas infantil (de 8 a 11 anos), juvenil (de 12 a 17 anos) e adulto (acima de 18 anos).

O festival promoverá ainda o intercâmbio e a integração cultural entre os educandos do Estado, com a participação de alunos quilombolas, indígenas e apaianos.

Formação dos servidores
Também atenta à importância da formação continuada de todos os profissionais da Educação, a Seduc oferece a todos os seus educadores e servidores, dentro da programação da Flit, a possibilidade de que eles se inscreveram em oficinas, mini-cursos, palestras e workshops, o que visa o aprimoramento cultural de todos eles.

No total, serão cerca de 230 opções de escolha para os servidores, que têm até o próximo dia 6 de julho para se inscreverem e garantirem o auxílio financeiro para a hospedagem, a alimentação e o transporte até Palmas. Após este prazo, as inscrições continuarão abertas enquanto houver disponibilidade de vagas nas atividades ofertadas. As inscrições serão todas realizadas apenas pelo site da Seduc (www.seduc.to.gov.br), e, para receber a ajuda de custo, cada educador terá de cursar, no mínimo, quatro horas/aula. A expectativa é que aproximadamente 20 mil servidores participem dos cursos.

Cheque Livro
Outro incentivo positivo é o cheque-livro que o governo vai disponibilizar aos servidores estaduais, nos valores de R$ 180 para os professores e de R$ 50 para os que atuam nos setores administrativos.

Festival Chico
O Festival Chico - 10 anos, terá sua primeira etapa realizada na Feira Literária Internacional do Tocantins (Flit), de 26 de julho a 2 de agosto, no Memorial Coluna Prestes. Além de mostra competitiva, o evento abrange mostra não-competitiva (Mostra Chiquinho), oficinas, palestras e painéis de diálogo. Para as mostras competitivas serão concedidos R$ 13 mil em prêmios aos vencedores das 10 categorias de premiação.

Parceiros da Flit
Nesta edição, a Seduc buscou parcerias com o poder público e a iniciativa privada, como forma de reduzir os gastos com a realização do evento e fazer com que aja mais dinheiro para investir na capacitação profissional de professores e servidores.

Dentre os parceiros da Flit estão a Celtins, Saneatins, Unesco, Unicef, Editora Peirópolis, África Editora, Editora Global, Editora Ática, Editora FTD, S M Editora, Balé Bolshoi, Secretaria de Cultura Goiânia, Governo do Distrito Federal, Governo do Rio de Janeiro, Banco do Brasil, Banco da Amazônia, Telefonias, Exército, Secretaria de Recursos Hídricos, Secretaria da Comunicação, Secretaria da Infraestrutura, Secretaria do Planejamento, Secretaria da Fazenda, Secretaria da Ciência e Tecnologia, Secretaria da Indústria, do Comércio e do Turismo, Unitins, Faculdade Católica, Ulbra, Universidade Federal do Tocantins, Faculdade Serra do Carmo, Redesat, Prefeitura de Palmas, Hipermercado Extra e Assaí, Tribunal de Contas do estado, Tribunal de Justiça, Procuradoria Geral, Assembleia Legislativa, Ministério Público, Embaixada da Polônia, Embaixada da França, entre outros.

A Academia Tocantinense de Letras também tem papel importante na Flit. “Pela primeira vez nós teremos espaço de destaque para os artistas e escritores tocantinenses na Flit. Antes a Academia Tocantinense de Letras não participava do processo de criação, e hoje, os escritores participantes serão remunerados, assim como os nacionais e internacionais. Uma mudança que vai transformar a vida dessas pessoas, com valorização e incentivo”, afirmou a secretária de Cultura, Kátia Rocha.

“No ano passado, o investimento em atrações de fora foi de 1 milhão e 800 mil reais, enquanto que para os artistas e escritores tocantinenses foi de apenas 200 mil. Agora invertemos essa situação, com a ajuda de parceiros, o dinheiro gasto com as atrações nacionais e internacionais será de 800 mil reais, e para as atrações regionais será de 1 milhão 260 mil reais”, frisou Danilo de Melo.

Público estimado
O principal objetivo desse evento é ampliar o acesso da população aos bens culturais, sociais e consolidar uma política de incentivo à produção literária e cultural do Tocantins. Com isso, promover a feira como parte do calendário nacional de eventos culturais e literários. O público visitante esperado está estimado em 400 mil pessoas, consolidando o evento como a maior feira literária e cultural do norte e nordeste do Brasil. (Informações da ascom/Seduc)

Nenhum comentário:

Postar um comentário