Ocorreu um erro neste gadget

segunda-feira, 27 de junho de 2011

São Carlos transforma punição em livros

Uma parceria inédita em São Carlos reverte em doação de livros os acordos judiciais ocorridos na Justiça Federal do município. A proposta, feita pelo Ministério Público Federal, foi aceita prontamente pela Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Educação.

Pelo acordo, firmado entre a secretária de Educação, Lourdes Moraes, e o procurador da República, Ronaldo Ruffo Bartolomazi, as sentenças judiciais que resultarem em recursos financeiros podem ser destinadas à compra de livros.

O réu tem a opção de escolher o título que deseja adquirir a partir de uma lista que o Sistema Integrado de Bibliotecas de São Carlos (SIBI) atualiza mensalmente. Para ficar em dia com a Justiça, o réu apresenta o comprovante de doação, fornecido pela Prefeitura.

“A parceria já rendeu pelo menos 60 novos livros, que estão disponíveis em algumas das 18 bibliotecas da cidade”, afirma a coordenadora do SIBI, Claudete Sacomano.

“Esta é uma iniciativa que colabora com os trabalhos de incentivo à leitura que já temos, fortalecendo o acervo das nossas bibliotecas”, complementa a secretária de Educação, Lourdes Moraes. A secretária relata ainda a visita feita pelo procurador da República às bibliotecas do município. “Ele disse que se a parceria for bem sucedida a Justiça Estadual poderá ser convidada a participar”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário