Ocorreu um erro neste gadget

sexta-feira, 10 de junho de 2011

SESI inaugura biblioteca do projeto Indústria do Conhecimento na Escola Princesa Isabel

Alunos e professores da escola Escola Princesa Isabel. Crédito da imagem: Rondoniaaovivo


A Escola é mais uma instituição de ensino contemplada com uma biblioteca do projeto Indústria do Conhecimento, uma iniciativa do Serviço Social da Indústria (SESI) juntamente com o Ministério da Educação e Cultura (MEC) e parceiros locais, que tem por objetivo elevar o índice de leitores no Brasil, suprindo a deficiência de acervo das bibliotecas escolares e públicas e da dificuldade de acesso à internet.
O presidente do Sistema FIERO, Denis Baú e representantes da área de educação do SESI Rondônia participaram da solenidade de inauguração, realizada nesta segunda-feira, 6 de junho. Presentes também o superintendente do SESI/RO, Celso Zanelatto, a coordenadora Estratégica da Educação SESI/RO, Zaira Saavedra Wanderley, a representante da Secretária de Educação – Seduc, Conceição Pinheiro, alunos, professores, comunidade, entre outros convidados.

Nesta data foram inauguradas bibliotecas em mais duas comunidades de Porto Velho e uma em Candeias do Jamari. Em maio o SESI inaugurou uma biblioteca no município de Machadinho do Oeste. SESI contribui para o desenvolvimento da educação no Brasil, com projetos como a Indústria do Conhecimento, que são centros multimídia de inclusão digital, com infraestrutura moderna e inspiradora, onde o trabalhador, sua família e a comunidade têm acesso a todas as formas de cultura e educação.

“A Educação transforma a sociedade”, afirmou Denis Baú em seu discurso. “A educação é a locomotiva do crescimento para o desenvolvimento sustentável do nosso Estado. Estamos na era do conhecimento e a FIERO e o SESI trabalha junto a seus parceiros com o objetivo de fortalecer a educação para ampliar os horizontes profissionais. Com profissionais capacitados, a indústria de Rondônia se fortalece e se torna mais competitiva. O acesso à informação permite que os cidadãos sejam mais críticos e participativos na sociedade”, finalizou.

O superintendente Celso Zanelatto lembra que o SESI criou a Indústria do Conhecimento com o objetivo de ampliar o acesso à informação e ao conhecimento, estimulando práticas de leitura e pesquisa, O programa consiste na construção de centros multimídia, com biblioteca, DVDteca, CDteca, gibiteca e internet que promovem a inclusão digital e facilitam o acesso à informação e à leitura. “São espaços físicos compostos por uma sala equipada com 10 computadores conectados à internet e uma sala de leitura/biblioteca, com acervo impresso e títulos de mídia eletrônica”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário